© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O gato e o ratão

April 13, 2017

A lei, no Brasil, serve ao bandido rico. Basta ter muito dinheiro e advogados influentes, com “relações amigáveis” no judiciário, que qualquer processo emperra e cai no olvido. Estou falando uma verdade que é familiar à maioria dos brasileiros. Na desmoralização da justiça é onde começa a gangrena da sociedade. O medo de ser preso desaparece e daí surge a tentação generalizada do roubo, do crime. Que vai desde assaltar a Petrobras até pagar o médico por fora. Viramos assim, aos poucos, uma  República de Ladrões, onde os Ratos fazem o que querem. 

 

 

E quem manda nessa esbórnia são os criminosos com mais “relações”  políticas e trampolinagens negociais. Ou seja, os que fazem as leis, engendradas exatamente para proteger a si próprios  e aos seus esquemas de corrupção. Com o tempo,  até camundongos morais, como os rapazes da “festa do guardanapo”, que delapidaram a Saúde, ficam tão desbundados na total impunidade que já nem mais se importam em esconder seus escândalos. Roubam e tem orgulho de suas façanhas, que lhes dá reconhecimento público de sua esperteza. E jogam na cara da sociedade a desfaçatez de seus atos, humilhando-a sem nenhum escrúpulo. Esses fatos  são exemplos que servem para todos os círculos do poder político e dos negócios, instituindo-se o crime como um modo de vida aceitável. Ou seja, a Pátria fica desmoronada, com os homens de bem se perguntando se vale a pena continuar a viver e trabalhar dentro da moralidade e respeito aos seus semelhantes. 

 

Estamos, nesta época de desmandos, como que otários, com os Ratos se fartando nos armários escancarados, roendo todos os queijos disponíveis. 

 

Enquanto o Gato, incrédulo frente a tanta safadeza, se encolhe nos cantos, tentando sobreviver no meio dessa esbórnia desenfreada. 

 

Em outras palavras: o lula pode ganhar a batalha contra a LavaJato, confiante em sua rede de cúmplices e na lei que lhe propicia todas as chances de continuar rico e impune. Esconjuro e bato na madeira, toc-toc-toc, três vezes. 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Futurologices

November 14, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square