© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O que fazer com o diretor da Odebrecht que jogou o laptop no mar de Miami?

April 15, 2017

O Correio Braziliense conta que, quando foi procurado pelo setor de tecnologia da Odebrecht para entregar o laptop, o diretor do setor de Operações Estruturadas, Hilberto Mascarenhas, se negou a entregar o aparelho. Em vez disso, o jogou no mar de Miami. 

No depoimento, Mascarenhas foi questionado sobre a destruição de provas, bem como a mudança do setor para República Dominicana. A desculpa para ter lançado o laptop ao mar é que ali existiriam informações pessoais. 

“Tentei tirar. Comprei um Hard Disc para poder gravar as coisas pessoais, mas não consegui porque na hora que disse que não ia entregar o computador, ele bloqueou as minhas senhas. Então, eu não conseguia ligar o computador. Desfiz do meu computador nessa viagem (a Miami) sem tirar minhas coisas pessoais e nem a da empresa”. Complementou: "Joguei no mar". 

Ele também jogou no mar um pendrive com o programa "Iron Key", que dava acesso ao banco de dados do setor de propina. 

Em ritmo de desrespeito com a Justiça, Mascarenhas avacalhou: “O Marcelo vivia enchendo o saco da gente para não ter guardado nada no nosso (aparelho) e, quando ele foi preso, num dele tinha tudo”.

A questão que se pode fazer é: que tipo de procedimento deve-se tomar com uma figura que tratou uma questão tão séria com tanto cinismo?

Uma sugestão que li em algum lugar foi esta: a Justiça podia fazer algo similar com ele, colocando-o na cadeia e lançando a chave também ao mar. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Por falta de opções, venezuelanos comem carne podre para sobreviver

November 10, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square