© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

FHC, O CRIADOR DO MENSALÃO, TEM ALGUMA MORAL?

April 16, 2017

O termo mensalão ficou conhecido através das falcatruas do PT, que em 2005, sob a presidência do Lula, deu início à compra de parlamentares (deputados e senadores) para que esses votassem conforme o determinado pelo governo.

 

 

 

A maioria das pessoas até hoje não sabe exatamente o que foi o mensalão. O que vem à mente é que foi uma corrupção. Na verdade, o mensalão foi muito mais do que isso. Foi um projeto de poder do PT, o qual suprimiu a separação de poderes, deixando o congresso nacional submisso à presidência, ouu seja, a república verdadeira deixou de existir.

 

O resultado dessa prática foi um total de 40 réus que foram julgados pelo STF em 2012, com quase todos condenados.

 

Apesar de tudo, nesse processo, mesmo sendo o chefe da casa civil – Zé Dirceu- apontado como líder da quadrilha, o nome do Lula não figurou como réu ou indiciado.

 

 O resultado é que o Lula foi reeleito, conseguiu eleger a sua sucessora Dilma por duas vezes e o Brasil chegou a esse estado terminal.

 

Mas, o que poucas pessoas sabem, é que, quem inventou o mensalão foi o ex-presidente tucano, Fernando Henrique Cardoso – FHC.

 

Na época, FHC era o presidente e não existia a reeleição.

 

Ocorre que o FHC queria ficar mais no poder. Então, a única solução seria uma emenda constitucional.

 

Para isso, seriam necessários 3/5 dos votos, em duas votaçõesem cada uma das casas, a Câmara dos Deputados e o Senado.

 

Assim, em 1997, teve início a operação para a aprovação da emenda constitucional da reeleição.

 

O que foi noticiado é que foi oferecido R$ 200.000,00 para cada parlamentar votar a favor da reeleição.

 

Fato esse que o deputado Bolsonaro já repetiu inúmeras vezes. Segundo Bolsonaro, foi oferecida essa quantia para ele, que não aceitou.

 

Outros parlamentares foram mais longe em suas declarações. 

 

O ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE), que já tinha sido condenado no mensalão e que agora foi condenado há 20 anos pelo juiz Sérgio Moro na operação lavajato, firmou o acordo de delação premiada.

 

Nesse, ele afirmou que o episodio da compra de parlamentares para a aprovação da reeleição “foi um dos momentos mais espúrios” que ele presenciou em todos os anos em que exerceu o mandato de deputado.  (íntegra da declaração no final).

 

Já o ex-deputado Ronivon Santiago, admitiu ter recebido a quantia e posteriormente renunciou ao mandato e o processo foi arquivado na PGR.

 

Portanto, as evidências contra o FHC estão cada vez mais fortes.

 

Será que foi por esse motivo que em 2005, no auge do mensalão, o PSDB, sob ordens do FHC e sua trupe (Aloysio Nunes, etc), blindou o Lula e proibiu a oposição de pedir o impeachment do molusco?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ode aos babacas

December 5, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square