© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Baleia azul e a educação petista

April 22, 2017

 

Há décadas crianças são deixadas em frente dos meios eletrônicos por seus pais, desde a televisão até jogos no computador. São as chamadas "babás eletrônicas": cômodas, entretenimento e sossego paternal garantidos! Agora adolescentes revelam-se fascinadas e escravizadas por estes meios,  carentes de valores e inseguras. Fáceis reféns de pessoas mal intencionadas. Aumentaram a sua frequência nos sites de autoajuda, posto que não encontram diálogo acessível ou mesmo pertinente com os pais. De outro lado a desumanidade da sociedade favorece o seu isolamento.

 

Aproveitando destas "falências" citadas surgiu a comunidade Baleia Azul. Supostamente parece ter se iniciado na Rússia e disseminado pelo Facebook por todo o mundo. Neste ano, 2017, a Rússia investiga 130 casos relacionados a este fenômeno: de novembro de 2015 a abril de 2016. Em Bucareste, por exemplo, doze mortes- algumas  online. No Brasil já ocorreram suicídios em diversos estados, como Paraná, Pernambuco, etc.

 

Trata-se de um jogo perigoso que estimula a autodepreciação, fotografias chocantes e injuriosas de si mesmo, desafios perigosos, automutilação com o hastag do  game e finalmente o suicídio. Os mentores do site procuram as vítimas a serem dominadas psicologicamente nas postagens do Face, nos sites de autoajuda e demais. Conseguem o completo domínio  das vítimas. Até agora impunes e sem serem identificados.

 

Aqui em São Paulo verificamos comportamentos autodepreciativos e humilhantes serem  praticados frente ao MASP, um dos museus mais importantes da cidade:  jovens defecando em público, desnudando-se, recebendo mijo agachadas, além de programas de tv, como o BBB pregando o pior do possível. Estes jovens não fazem parte da comunidade Baleia Azul, mas estão dominados por outro tipo de mentores: comunicadores,  políticos, petistas e comunistas inseridos nos meios de comunicação, nas escolas públicas e nas universidades paulistas, como por exemplo a USP. Nesta universidade é pregada de modo camuflado a derrocada dos valores culturais, a indiferenciação sexual, o livre emprego das drogas, o fim da democracia. Tudo isso celebrado em festas no próprio campus universitário. Professores tornam-se os "mentores" desta falência pessoal e social por meio de uma ideologia comunista ultrapassada e da violência necessária para a destruição de todo o sistema democrático.  Ninguém os persegue, são prestigiados e pagos por nós, pelos nossos impostos...

 

Muitos pais podem alegar que não foram alertados dos perigos do game Baleia Azul... Fica a questão: quantos pais não receberam um alerta sobre a decadência vigente em todo o nosso sistema educativo, seja através das fotos injuriosas e vídeos colocados na tv e jornais, seja pelo comportamento de seus filhos? Quando reagirão perante esta falência não somente pessoal, mas também social da sociedade em que vivem? Não é somente o game Baleia Azul que é nocivo e perigoso, mas qualquer ascendência psicológica de professores e (ou) mentores que preguem a desvalorização  do Humano, um comportamento autodepreciativo e  antissocial. Nesta ideologia disfarçada está escondido o desejo de desvalorização de todo sistema democrático e a transformação de jovens num rebanho facilmente manobrável, quer seja pelo uso de drogas, libertinagem, ou mais facilidades nefastas.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ode aos babacas

December 5, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square