© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Assassinato na Venezuela

May 4, 2017

 

 

 Leopoldo Lopez é o líder de oposição democrática na Venezuela. Ele está encarcerado faz meses.

Foi o sanguinário Maduro, aquela florzinha, que imitando o Stálin, costumava resolver seus problemas mandando torturar e matar seus inimigos políticos. 

Lilian Tintori é a mulher do Leopoldo. Mulher sofredora, que nem uma Virgem Maria, vendo Jesus chicoteado e carregando a cruz. Ela passa dias e noites na porta da cadeia, buscando notícias. E...nada. Costuma também levar as crianças em sua vigília, sem saber se o marido está morto ou vivo.

 

Agora ela mudou o lugar de sua expiação. Está  na frente de um hospital militar onde, dizem, o Leopoldo se encontra, gravemente ferido, em razão de tortura. 

A Venezuela é vizinha, parede-meia com o Brasil. E aparentemente esta trágica história do Leopoldo e da Lilian não comove o governo brasileiro. 

Quanto à nós, povo, pouco nos resta fazer.

 

Compartilhar o calvário dela e do povo venezuelano, pela internet, com seus posts e vídeos - isso pode ser feito. Ela denunciou a sua tragédia, horas atrás para a CNN, numa entrevista à Christiane Amanpour. 

O mundo, aflito, acompanha seu drama, que é também o da tiranicamente controlada Venezuela, pela violência do ditador Maduro.

 

 

Como a Venezuela chegou a essa situação?

 

Foi através do Foro de São Paulo com a articulação do lula e o financiamento de quem?... Isso, culpa igual da Odebrecht. Este pequeno e singelo recado é para lembrar que se o Leopoldo morrer, o Temer e seu odiado chanceler Aloysio Nunes, serão igualmente culpados.

 

Porque se omitir, covardemente, também é ser cúmplice de assassinato.

 

Foto Daniel Bracci

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ode aos babacas

December 5, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square