© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A mídia digital é nosso fuzil.As balas, nossas palavras.

May 14, 2017

 

 Estou relendo as “Memórias da 2a. Guerra Mundial’, por Winston Churchill, edição esgotada. Mas não confie em mim, de repente você acha num sebo. Cada vez que leio um capítulo, aleatoriamente, me percebo mergulhado em sentimentos muito contraditórios. 

Por que no Brasil nunca tivemos nenhuma atitude que possa sequer se comparar à do povo inglês, capaz de resistir tão bravamente à fúria do inimigo nazista? Somos por acaso tão cegos, surdos e mudos que nos recusamos a reconhecer a dominação socialista-comunista que nos é imposta nesta frouxa democracia? 

 

E me ocorre: “ somos uma raça inferior, uma mistura que não deu certo, um espermatozoide falhado?” Falta-nos o que? Sem boas respostas, hesito. E me vem à boca um gosto amargo, suspeito, de anti-patriotismo - que recuso. Não vou repetir aqui as causas tão discutidas do nosso sub-desenvolvimento. Aqui é a terra do “em se plantando, tudo dá”, lembram? Pois não dá. Na adolescência li o Viana Moog, "Bandeirantes e Pioneiros", que tentou me explicar as razões complexas de nosso permanente sub-desenvolvimento. Mas continuo ignorante, o que me leva à exasperação.

 

Hoje, o “livro” que me traz mais informações capazes de mudar minhas perspectivas, é a Mídia Digital, pelo debate permanente que provoca, fazendo pensar. O povo brasileiro é, no geral, dominado por slogans, incapaz de entender como e porque continua escravizado por oligarquias centenárias. 

Mas, de outro lado, talvez estejamos, ainda que meio  obscuramente, num novo patamar. É a mudança da informação pelo celular, pelo computador.  

Nunca - nunca mesmo - teve tanta discussão política neste país. E a crise que hoje estamos vivendo agudiza nosso senso crítico global. Nossa angústia por mudanças, aos poucos, escorre inevitavelmente até os rincões mais pobres. 

 

Um dia, por conta dessa revolução virtual, talvez cheguemos a um novo Brasil, sem precisar passar por uma guerra civil, desgraça de uma Venezuela hoje tomada pela corrupção narco-traficante-cubano-comunista. Então não mais invejaremos países do primeiro mundo. E para buscar essa democracia pragmática, teremos que jogar fora estes tempos de agora, ainda contagiados pelo pt e seus partidos cúmplices.

 

Nosso protesto e nossa liberdade, nestes tempos de perigo, começam nos computadores e celulares.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O poder paralelo

November 16, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square