© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Maduro proíbe transmissão de protestos na TV; petistas não querem eleições diretas por lá

May 30, 2017

Com a ditadura venezuelana a regra é clara: sempre há sanções contra manifestantes.

 

Enquanto isso, aqui no Brasil, as milícias pró-PT quebram tudo e ainda choramingam só porque o Exército foi chamado para intervir. Sempre temos o duplo padrão, é claro...

 

Agora o ditador Maduro proibiu as redes de televisão de realizar coberturas ao vivo dos protestos. Funcionários da Globovisión vazaram a informação de que eles estão ameaçando constantemente tirar do ar os canais que transmitirem imagens das manifestações sem anexar declarações oficiais de membros do governo. Também são punidos se utilizarem palavras como “ditadura e “desobediência” em sua programação. A informação é da Veja.

 

“A ameaça é diária”, disse um funcionário ao jornal argentino La Nación, Como não mete sorvete na testa, ele pediu para não ser identificado. Acrescentou: "é a Conatel que decide a cobertura”, acrescentou, referindo-se à Comissão Nacional de Telecomunicações, órgão regulador do setor na Venezuela.

 

Maduro tem o que esconder: os protestos já deixaram quase 60 mortos.

 

A cobertura permitida só pode durar um minuto, mas apenas se for seguida de uma declaração oficial do governo. Palavras como "repressão" são proibidas.

 

Como não poderia deixar de ser, os petistas não querem eleições diretas na Venezuela, um país em completo colapso. Por aqui no Brasil a regra é inversa: querem eleições "diretas já". Novamente, é claro, temos o duplo padrão, o explica a razão pela qual a perversidade dos petistas e dos chavistas andam em par.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Por que a esquerda prega a diversidade, mas idolatra pessoas brancas e ricas?

February 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square