© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O cofre do tio Patinhas.

May 31, 2017

 

Tive uma conversa interessante com um jornalista estrangeiro. Ele me perguntou se a sociedade brasileira estava guinando para a direita. Que “direita”, respondi? Então ele falou que a direita eram os liberais, os que recusam a preponderância do Estado na economia, coisas assim.

E eu lhe disse que nós, brasileiros, não temos ideologias, nem de direita, nem de esquerda, o Brasil era, até antes-de-ontem,  um país politicamente analfabeto. 

 

Mas que nós estávamos cada vez mais horrorizados com os políticos que só fingem ser de “esquerda” para assaltar melhor o país; eles são os do  pt e seus aliados. Petista é assim, pontifiquei. E ele: como, e por que a “esquerda” perdeu espaço no Brasil, ficando tão desprestigiada na classe média? Diversas razões, disse eu. A primeira é a mídia digital. Ela, a mídia digital, ajudou muito a mudar a opinião das pessoas sobre os males da ‘esquerda” ladra. O Facebook foi  o instrumento primordial dessa mudança na atitude das pessoas. 

 

Ele: como isso aconteceu tão depressa? Tentei explicar dando um exemplo: nosso Ministério da Cultura foi vítima, dias atrás, de um ataque terrorista coordenado por políticos petistas. E os bandidos, lá dentro, foram direto queimar os arquivos que guardavam os processos contra artistas beneficiados pela Lei Rouanet...O que dá para concluir desse episódio? O óbvio. Que o pt destruiu provas, evidências sobre os financiamentos fajutos dos artistas que apoiam o pt, certo? Ora, uma notícia dessas tem uma força de convencimento brutal. Qualquer um entende. O Facebook, ao denunciar continuamente assaltos como esse, fez o povo esclarecido migrar para a oposição ao pt. 

 

Segui falando: até pouco tempo atrás o brasileiro não tinha uma idéia concreta do que era o Estado. Se um politico Metralha roubasse o Estado, por exemplo, ele estaria roubando de um cofre do Tio Patinhas abstrato, que nada tinha a ver com ele. Mas agora, aquele cofre cheio de moedas de ouro reluzentes também pertencia a ele, cidadão brasileiro. Roubar de lá era tirar recursos de cada pessoa, individualmente. Hoje, essa consciência patriótica cresceu e está tomando conta de tudo. Quem rouba da merenda escolar está tirando proteínas de uma criança que, carente de nutrição, pode ficar com o cérebro atrofiado e amanhã assassinar o filho dele. 

 

Essa é a visão que hoje prevalece: tudo está ligado, os crimes contra a Nação afetam da vida de cada um. A isso se chama politização. Nunca a classe média ficou tão consciente como hoje em dia. E o conhecimento dos crimes do pt e seus aliados já está chegando às classes mais baixas. Foi assim que o pt perdeu espaço, dia após dia. É a revolução da informação, inexorável. Nada a ver com as pessoas serem de direita ou de esquerda.  Somos brasileiros, não somos burros e isso é o bastante.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square