© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

As faces da Orcrim

June 18, 2017

Confesso que ao ouvir pela primeira vez a expressão 'Orcrim',criada por Marco Antonio Villa, encarei a coisa com reservas.Organização Criminosa' me parecia na época, meio exagerado.
Hoje, ao ler na Época a descrição minuciosa feita pelo delator Joesley, sinto abismado que a expressão ficou pequena.

Temer, ao comprar a decisão do TSE, em parte através do famigerado voto pisca-pisca de Gilmar Mendes, acabou ficando na cadeira. E se sentiu seguro novamente.
A 'vitória' lhe trouxe novamente a sensação eterna de impunidade.
Poderoso, colocou o exército nas ruas.
Poderoso, se recusou simplesmente a responder as perguntas do MP sobre seu inquérito.
Não bastasse, partiu com sangue nos olhos para a retaliação contra a JBS e os brothers Ley.
Usa órgãos federais, ministérios e o que mais tem a mão para expor,constranger e promover uma devassa na J&F.
Ao atacar também Janot, suspeita-se que tenha envolvido ilegalmente a Abin no caso.
Temer usa descaradamente o poder para seus próprios propósitos. Isso não tem nada a ver com processo algum, é apenas uma vendetta. 
Uma forma de demonstrar o que a quadrilha faz com seus dissidentes.
E é o grande erro de Temer.

Acuado, Joesley Batista vai para o tudo ou nada.
Se na sua delação, agora mostrada com detalhes, existem imprecisões, se existem omissões deliberadas ou não, não importa. 
O assustador é o contexto geral, o que está nas entrelinhas de suas declarações, e que dificilmente não é verdadeiro. 
A única arma dos brothers Ley, neste momento, é a informação.
Se não conseguir comprovar o que diz, Joesley estará condenando suas empresas a um final melancólico, aqui e fora do país. Vamos lembrar que Joesley assinou um acordo de delação premiada, do qual depende seu futuro.
Além disso, suas declarações só confirmam e ampliam (de forma inacreditável) as de Marcelo Odebrecht, Monica Moura, João Santana e outros.
Joesley Batista começa com Lula, em 2002, passa por Dilma e chega finalmente em Temer.

Olhar o que ocorre no Brasil com olhos partidários é um erro.
Empurrar Temer com a barriga até 2018, como 'bandido de estimação' também.
Esse velho hábito brasileiro não resolverá nada, como não resolveu em 40, 50 anos.
Apenas manteve a quadrilha de parasitas no poder.
E a alimentou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O homem do controle social

December 7, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square