© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Nossos heróis

June 27, 2017

O lula se considera um herói do proletariado, seja lá o que isso significa. Mas ele não pisa na rua sozinho. Não vai a um restaurante. Diferente da Merkel. Viram-na outro dia numa praça de alimentação comendo um sanduíche, tinha dois caras com ela que também foram buscar seu prato, na fila. Essa imagem da Merkel levando uma vida normal demonstra como é anormal a vida e os privilégios dos nossos políticos. Lembram na Dilma em NY acompanhada por dezenas de súditos? 

 

 

Outro dia, numa entrevista com o anti-candidato dr. Modesto Carvalhosa, ele comentou que numa determinada cidadezinha, cada vereador tinha à sua 

disposição 20 (vinte) funcionários. Não resisti e comentei: "eu sei o que fazem 

pelo menos dois deles: um compra papel higiênico e o outro limpa o cu de 

S. Excelência. Estamos assim: todos nós em crise e os políticos na santa paz, 

só no usufruto de suas vantagens. Na verdade estou enrolando aqui.

 

Queria mesmo é falar do Fachin, nosso herói, o juiz-político. Ele acabou de retirar das mãos do Moro mais um processo, agora envolvendo delações da Odebrecht. Monocrático, ele vai decidir se solta mais alguém da LavaJato, esgrimindo dois argumentos impecáveis. O primeiro é “eu quero porque quero”. O segundo argumento, igualmente poderoso é: “foda-se quem não concorda comigo.” Haja autoridade. Para quem não sabe, o Fachin fez discurso em cima de caminhão, postulando a reeleição da Dilma. Ele é um petista roxo. Corrijo: vermelho. A cada voto do Fachin aumenta vertiginosamente a venda de anti-depressivos no Brasil. 

 

Enquanto isso ele vive muito bem. Mesmo sem ser vereador, considerado seu alto nível, ele deve ter uns 400 funcionários. Seu atual emprego é vitalício. Está com o burro na sombra, super-protegido. Ele só não consegue esconder a esbeltez rechonchuda de seu corpo bem nutrido.  Detalhe irrelevante, comparado com o sucesso que alcança nas redes sociais, onde é chamado por nomes elogiosos. Logo-logo alcançará a fama e o sucesso do seu líder lula. 

 

Graças a ele e seus pares, hoje quase todos os brasileiros sabem da importância e do respeito devotado ao STF. Tem uma expressão em inglês que diz de alguém quando é despedido : “he was promoted to the roof”. É isso, essa promoção honorária que desejo ao respeitável Fachin, a ele e aos ministros do STF aos quais somos eternamente gratos.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Socialismo é estadolatria

January 23, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square