© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Faça algo pelo país

June 28, 2017

Quando não sabemos o que queremos, começamos a nossa escolha pelo processo de exclusão. Vamos eliminando o que não queremos mais.

 

Se não é aceitável conviver com a corrupção, ainda existe o medo do que poderá acontecer e isto está travando o processo de mudança.

 

Ficar parado no meio do caminho não é uma atitude inteligente. Tira a força de quem está tentando trabalhar para que a Justiça seja feita e dá oportunidade para, quem é expert em enrolação, tirar proveito da situação.

 

Medo do que? De ficar pior? Estamos caminhando para o pior a passos lentos, é só acompanhar os noticiários.

É a hora de mostrar que a honestidade é fator primordial para quem ocupa cargo de representatividade e que ladrão e corrupto não têm lugar garantido, nem privilégio assegurado.

A fila anda e a catraca tem que ser seletiva!

 

É hora de despertar para uma nova realidade. Jogar a sujeira para debaixo do tapete,fingir aceitar o ruim por receio do pior, vai dar continuidade a tudo que se tem vivido.

 

As lideranças populares precisam se mostrar. Precisamos de vozes no comando para a união do povo em manifestações de descontentamento. Até quando os eleitos vão se achar donos de patrimônios e senhores da senzala?

Ou só temos oportunistas, interessados em votos e movidos por vaidades?

Vai ficar assim até as novas eleições? 

 

O que terá sobrado? As velhas raposas? Vários candidatos de incontáveis partidos, fazendo coligações para aumentar o tempo de propaganda eleitoral? Vai surgir um novo "Salvador da Pátria" para enganar o povão?

 

Precisamos de uma transição urgente, nas formas da constituição. Se o país vai ficar parado por falta de condições de governo de quem está à frente, que seja de forma mais consciente: não se aceita mais o modelo antigo.

 

Não a corrupão.

Não a imunidade parlamentar.

Urnas confiáveis.

Reforma eleitoral - com menos partidos, menos cargos, menos privilégios.

Preparar o povo para uma escolha mais consciente,votar é coisa séria.

 

Se o povo não quer sair às ruas, faça greve, faça luto, todos dentro de casa, sem sair para trabalhar, estudar, pare o país. Deixe tudo em estado emergencial, funcionando apenas atendimento de urgência e primeira necessidade. Um dia na semana. Toda semana! No meio da semana.

Empresários, trabalhadores, todos unidos pelo mesmo ideal. 

Greve branca, greve do luto, do silêncio, que não produz. Se trabalhamos 5 meses para pagar impostos, vamos abatendo destes.

Temos créditos!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O poder paralelo

November 16, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square