© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Em êxtase.

July 15, 2017

Linda palavra, êxtase. É uma espécie de deslumbramento mágico que às vezes acomete a vida de alguém.

Ouvi essa expressão, outro dia, dita pela mulher do Cabral,a Adriana Ancelmo. Perguntada como o casal vivia nos tempos em que ele roubava tão desavergonhadamente, ainda governador do Rio, ela respondeu sinceramente:“...estávamos então em estado de êxtase”.

 

Quer dizer: com a grana que ele assaltava (singular? plural?) ela comprava tudo o que lhe caia debaixo dos olhos. A joalheria preferida dela tinha uma vendedora exclusiva que lhe levava em casa colares, pulseiras, broches em ouro e pedras preciosas. Que ela então escolhia, languidamente: “...esta peça eu quero...esta não...vou pensar...” Tudo fácil, na conta-corrente, sem nota fiscal. 

 

Assim vivia a princesa Adriana Ancelmo em seu reino encantado, tipo Disney World. E as festas, os beija-mão, os Luciano Hulk e sua casa liberada em Angra, livre de restrições legais. Certamente ela nunca desceu do carro para doar um anel de diamantes para algum miserável, desses que ficam nas esquinas do Rio e você nunca sabe se o cara vai te pedir 1 real ou a vida. Enfim, ela tinha uma vida de graça e esplendor, junto com seu príncipe encantado. 

 

Até que eles levaram uma tremenda trumbicada da Justiça e tudo começou a rolar para trás. O Cabral pegou 14 anos, presente do Moro. E ela ganhou uma tornozeleira eletrônica não cravejada para usar em casa, na domiciliar. Agora, quando eu vejo uma foto do Cabral, magro, elegantíssimo, penso:...o regime que ele está fazendo no spa do Benfica está dando certo, parabéns.

 

Certa vez ouvi por aí esta frase:… “Deus, quando quer castigar alguém, o faz rico.” Pode ser. Mas antes o coloca em estado de “êxtase”.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O bezerro de ouro e a liderança política

November 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square