© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Procura-se um Churchill.

July 23, 2017

Churchill não foi só o maior herói da Inglaterra. Mas do mundo. Para contar a história inteira dele seriam necessárias resmas de papel impresso. Por isso, ao invés de tentar um resumo precário da vida desse grande homem, vou reproduzir um trechinho da orelha do seu livro (esgotado) “Memórias da Segunda Guerra Mundial”. Então vamos lá.

 

“ De junho de 1940 até junho de 41, a Inglaterra enfrentou sozinha o poder bélico da Alemanha nazista e da Itália. A França capitulara num armistício, instaurando os limites da ocupação alemã e do governo de Vichy. Por outro lado, a então União Soviética estava até junho de 41 em uma instável aliança com Hitler. Os Estados Unidos, uma potência emergente, estava dividido entre um convicto isolacionismo e as cautelosas manobras em favor do presidente Roosevelt. Winston Churchill mostrava-se confiante de que novos tempos estavam por vir quando acontecimentos surpreendentes ameaçaram mudar o rumo da Guerra....”

 

Na História, um homem pode fazer a diferença. Foi assim com Churchill quando sua inteligência e coragem ajudaram a redesenhar o mapa-mundi e os caminhos da humanidade. Isso no momento mais sombrio e perigoso de sua nação. A lucidez de Churchill trouxe uma amplitude de dimensão planetária às questões mundiais. 

 

O Temer não é nenhum Churchill. E o lula não é um Hitler. Mas um ladrão vulgar,  empenhado em se acompliciar com outros bandidos na construção de uma máfia - que hoje, aos poucos, parece um sorvete exposto ao sol, derretendo e sujando o chão, sempre perseguido pela Justiça. Mas em nossa nação ainda temos espaço para muitos  pequenos Churchill. Há no Brasil uma guerra em andamento que exige mudanças radicais. Porque teimosamente o país segue como um Titanic, na direção de um iceberg que pode levá-lo a uma grande catástrofe. 

 

A conjunção diabólica que Churchill teve que enfrentar, não pode ser comparada ao que temos  aqui. Explorando nossa situação de quase-indigência, os inimigos da nação são internos, brasileiros mercenários. O Brasil está tomado por esses ratos, que nos trazem a uma peste pior que a bubônica. Eles pululam em volúpia histérica mordendo pedaços do que sobrou de nosso corpo recolhido na UTI. A horda dos lesa-pátria está infiltrada em todo o Estado brasileiro: na Justiça, nas Forças Armadas, no mundo político, no cotidiano da nação. Nosso universo está apodrecido pelo poder do dinheiro, a mesquinhez endêmica e a falta de visão histórica. 

 

O Brasil pede desesperadamente por uma Revolução. Que ela (Deus queira) seja liderada por um Churchill. E não por um Hitler, um Stálin. Ou um Castro.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Um táxi chamado Brasil

February 25, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square