© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Nação promissora.

August 4, 2017

Passada  a comoção dos últimos dias, devemos tomar um outro rumo. Ou decidimos ser pessimistas ao escolher e apostar no "só pode piorar mesmo" e  "quanto pior melhor" (como faz a PeTralhada); ou escolheremos uma direção otimista: vamos melhorar aos poucos, mas vamos conseguir!

 

 

Se na década passada o Brasil era visto como uma nação promissora e confiável em que se valia a pena investir (neste ponto cumpre reconhecer que Lula deu uma maior projeção ao país), de outro o governo petista exercendo o seu poder de Corrupção "enquadrilhando" tudo o que foi possível fez com que perdêssemos esta década e a futura engolidos pela corrupção  instituída.

 

Estávamos no mesmo patamar financeiro e renda per capita da Coreia do Sul, por exemplo, na década de noventa. Só que estes continuaram a evoluir e nós regredimos pelo motivo citado. Aquele país desenvolveu mecanismos de controle da elite no Poder, enquanto nós a deixamos livre, "picada pela mosca verde", sem controle. Em vez de nos servir, passamos a ser achincalhados e roubados por esta falsa "elite", meros oportunistas.

 

Dominou desde os mais altos poderes, como o STF, até os mais baixos escalões.

 

Podemos reverter isto se formos otimistas e perseverantes, pararmos de pensar de modo imediatista e pequeno.

 

Creio que chegou a hora de pressionarmos para que medidas importantes sejam incrementadas, quais sejam:

- Acabar com as urnas eletrônicas, proibição de que pessoas  acusadas em processos e (ou) condenados se candidatem,  voto não-obrigatório, verificação geral dos títulos de eleitor.

 

Sem deixar de levar em conta que qualquer medida que mexa com o sistema eleitoral deve ser aprovada até setembro, senão não é válida. 

 

- Exigirmos que as Dez Medidas contra a Corrupção, assinadas por milhões, sejam aprovadas sem modificações imediatamente.

 

Não é muito, mas é um bom começo para controlarmos estes políticos corruptos e corruptores. 

 

Vamos objetivamente lutar por isso? Podemos mudar, e muito, todo o nosso rumo em direção a um país mais sério que permita o desenvolvimento econômico-social necessário.

 

Vamos caminhar devagar, com muita seriedade, mas passos firmes, um a um.

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Um táxi chamado Brasil

February 25, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square