© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Quer omelete,bro?

August 16, 2017

No país em que políticos se reúnem de madrugada para, longe dos olhos de seu patrão, o povo, aprovar a sangria de mais 3,6 bilhões para o "fundo da politicalha"', ainda há quem critique o prefeito de São Paulo, João Dória, por fazer as coisas às claras.
Com um único e amargurado argumento, já que não conseguem mais nada contra ele, apontam os dedos alienados -não só dedos esquerdistas- e o acusam de marketeiro.


São essas mesmas pessoas, entretanto, que engolem os padres marketeiros vendendo livros de orações, artistas marketeiros vendendo filiação partidária, mais juízes, políticos, jogadores de futebol marketeiros e loucas feminazis cagando em fotos como forma de protestar contra alguma coisa e conseguir seus 15 minutinhos de fama debaixo dos holofotes politicamente corretos da imprensa.


Imprensa que, diga-se de passagem, usa o que pode e o que não pode para atacar Dória diariamente, usando espaço devido à verdadeira informação para inventar fatos.


Dória se defende, e é acusado de marketeiro.


Sim, porque não? Na pequena cabeça daqueles que o acusam, deveria apenas, como Alckmin, subir em cima do muro e chorar quietinho. Afinal, a imprensa é dona da verdade, da vida e da morte, não é mesmo?
Não, não é.


Quando Dória faz o óbvio, que é prestar contas de seu governo à cidade, está cumprindo uma obrigação de todo governante.
Obrigação, naturalmente, "esquecida" pela politicalha, a quem não interessa prestar contas de coisa alguma.


Se faz ou não promoção de seu governo ao mesmo tempo, e daí?
Desde quando um bom profissional que procura mostrar seu trabalho comete crime?

 

Sendo assim, todos seríamos criminosos.

Inclusive os caipiras miolo moles que esbravejam contra ele.

 

No mesmo país, um notório criminoso anda por aí, condenado e acusado em mais 5 processos, apregoando que é, ele próprio, a salvação para todas as mazelas que ele mesmo criou.
E todos engolem, caso sem cura.


O ovo atirado no prefeito virou um tiro pela culatra.
Dória, como Colombo, colocou o óbvio ovo de pé, mostrando que receitas simples como trabalho e transparência funcionam.

 

Em tempo: no país do PCC que cresce e manda na politicalha suja, o frouxo Alckmin, sorridente no video de Dória, ouve feliz a declaração de lealdade incondicional de seu pupilo.


O que Alckmin não percebeu é que Dória, quando for o candidato presidencial Indiscutível , vai cobrar o mesmo bom senso.
E a mesma lealdade.
E que Dória, no vídeo, ao declarar não haver conflito, automaticamente admitiu sua existência.

 

Quanto aos esquerdinhas atiradores de ovos e escribas de aluguel, devem pensar duas vezes antes de atacar Dória.
Ou tentarem ser mais criativos, o que, convenhamos, é uma impossibilidade absoluta.


Quem só sabe atirar ovos não nasceu pra fazer omelete, bro.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Por que a esquerda prega a diversidade, mas idolatra pessoas brancas e ricas?

February 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square