© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O jornalismo sniper.

September 6, 2017

 

Na TV Antagonista, o Diogo, Cláudio Dantas e o Felipe Moura Brasil falavam de suas expectativas em relação à iminente delação do Funaro. Mas outra, a do Palocci, disputava qual seria a mais importante para a operação LavaJato.

 

A palavra operação, aliás, é perfeita : coisa cirúrgica, do doutor cortar a barriga da nação e arreganhar para fora os intestinos da corrupção. 

 

No Jornal da Manhã, da Jovem Pan, mais denúncias. Cada vez mais regurgita um monte de porcaria da mixórdia política que se instalou no Brasil.

 

Em compensação, na guerrilha saneadora da comunicação, temos snipers atuando em nosso favor. O sniper é o atirador que manda sua bala mortal a grandes distâncias. Ele tem junto de si um companheiro com binóculo, que o informa tudo sobre o alvo. Então o sniper aperta o gatilho. Bum!!!!

 

Assim, os alvos da máfia comuno-corrupto-fascista, no governo e fora dele, vão sendo atingidos pelas balas de grosso calibre disparadas pelos nossos snipers.

 

A cada bandido derrubado, a platéia-Brasil dá um suspiro de alívio. Mas tem duas coisas chatas: 

.Primeiro, o tempo incrivelmente longo do processo criminal que vai (vai?!...) botar o político ou empresário corrupto na cadeia. A Justiça é um bicho-preguiça, que anda na velocidade máxima de milímetros por hora.

.Segundo, é que muitos alvos, depois de cairem, se levantam de novo, magicamente. Porque o pronto-socorro do STF os atendem prontamente e eles voltam a atirar em nós, desde as suas trincheiras. A batalha não pára.

 

Os snipers, então, tem que atingi-los outra vez. E outra, outra - caso eles se exponham.

Muitos “alvos” somem de vista. Seus processos ficam escondidos na gaveta dos ministros, deixando que o tempo apague os seus crimes da memória coletiva.

 

Nossa Justiça, agindo assim, também se expõe frente a opinião pública. Mas o cinismo e indiferença de alguns desses ministros classistas, resultado do poder de Superman que tem, os fazem surdos e mudos às nossas demandas. Sua vaidade e prepotência não permitem que se sensibilizem com nosso sofrimento.

Dessa forma, gradualmente, desmancha-se a confiança na Democracia. 

 

Nunca é demais insistir: é desse caldo de incredulidade na Justiça  que nascem os ditadores. O povo pensa: fodido por fodido, fodido e meio. E em protesto, votam num Tiririca.  Depois, num misto de ódio e impotência, até acabam por apoiar um enganador carismático ou um golpista fardado.

 

Cuidado. A descrença do brasileiro em sua Justiça é o pavio aceso que ainda vai fazer explodir o Brasil. 

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A República dos Criminosos

December 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square