© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A armadilha se fecha

September 12, 2017

 

Nem interessa, neste instante, achar os culpados. Importa é que chegamos numa situação  praticamente sem saída. É o caos. Dá para confiar no STF para restaurar a fé perdida na Justiça? Pode-se acreditar que o Senado, cheio de citados na LavaJato, peça demissão coletiva para restaurar uma Democracia que se coloque acima dos interesses mesquinhos desses personagens detestados? Você é capaz de citar quais deputados federais, ou estaduais, possam ser chamados de honestos e competentes?

Um aqui, outro acolá. E só. 

 

Legislativo, Executivo, Judiciário... tudo infectado. E a República, ajoelhada, só espera pelo milagre de novas eleições. Que já virão tisnadas pela má fé, com os partidos todos se juntando para manter seus privilégios e garantir a continuação de suas negociatas.

Estou exagerando?

Hoje o país saiu do marasmo da alienação e as pessoas ficam cada dia mais e mais conscientes da situação-limite em que estamos metidos.

Que órgão público ainda é confiável?

 

As Forças Armadas, talvez. Lá dentro dos quartéis existe o povo fardado, que tudo observa, vigiado por generais com diferentes escolas de pensamento. 

Se vale o péssimo exemplo da Venezuela,são suas Forças Armadas que sustentam a ditadura sanguinária e corrompida do ditador Maduro, associada a narco-traficantes e a países-vampiro como Cuba.

Bad news.

 

Se nossos fardados são desse tipo mafioso, melhor seria que fossem mandados já para casa, de pijama, para desfrutar as delicias de começar jogar sinuca às 10 da manhã. Desafortunadamente, não temos certeza do que pensam os oficiais das nossas Forças Armadas. Estamos pois prensados dos dois lados.

 

É uma terrível Escolha de Sofia. Mas a alternativa aos fardados honestos é pior: pois foi exatamente o mundo político corrompido do pt e cúmplices que precipitou nosso mergulho nas trevas. Fomos cruelmente roubados, manipulados. Cadeia é pouco para eles, se me compreendem. 

 

Estou descrevendo, de maneira esquemática, opções perigosas - mas que precisamos enfrentar. O Exército deve saber que estamos, por causa da mais profunda crise enfrentada até hoje, à beira de uma guerra civil. Um golpe, qualquer golpe, é iminente. 

 

O lado de lá, nossos inimigos, se desesperam com sua rejeição, provocada pela Justiça de Moro - e hoje duramente sabotada por estamentos mais altos da própria Justiça - que, por sua vez, se vê acossada pela opinião pública. 

 

Nesse fervilhamento pré-revolucionário, falta uma decisão saneadora profunda. Não creio que os civis, “liderados” por manjados políticos bandidos, tenham chance de alcançar uma reforma social que realmente recupere a Nação. Porque, para isso acontecer, seriam eles os primeiros a terem suas cabeças cortadas. E uma solução militar poderia nos submeter, desarmados, aos delírios de um Chavez qualquer.

 

Cara ou coroa?

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square