© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O preconceito invertido do vale tudo

September 13, 2017

 

Há uns 200 mil anos, surgia o homo sapiens, uma evolução do macaco que andava por aí comendo bananas.
Desde o início, o que o distinguia era o discernimento: foi aprendendo a ter discernimento e fazer escolhas.
Quente, frio; molhado, seco, felicidade, tristeza...


Esse era o homo sapiens. Por isso o chamamos de homo sapiens.
Com o tempo, se sofisticou e suas escolhas e discernimento se ampliaram: belo, feio; inteligente, burro, grosseiro, delicado...


Comuns a todos da espécie, as distinções se tornaram universais.

 
Assim, por exemplo, o uso e abuso de crianças para fins sexuais é um conceito universal. É crime.

 

Mas uma certa espécie, que não conseguiu evoluir, ainda lembra com saudade de seus ancestrais, os macacos.
Defendem a não liberdade de escolha. O não discernimento.
Para eles, eu poderia, por exemplo, criar um evento sob um pretexto cretino qualquer, tipo "Abertura da Percepção Sensorial",onde as pessoas, descalças, andariam sobre uma prancha de pregos.
Tudo em nome da arte. Tudo em nome do novo, do muderno.


Bom, qualquer um sabe a merda que daria.
Quem se recusasse seria considerado, evidentemente, "atrasado" ou "autoritário" ou coisitas do tipo.

 

Não critico aqui a escrota "mostra" de arte do Santander, nem seu  curador, e nem mesmo os "artistas'"cabeça de bagre que se prestaram ao papel de macacos artistas.


Não.


Lamento aqui que gente supostamente inteligente ainda defenda as macaquices de seus ancestrais pré homo sapiens como forma de enxergar a vida e a arte.

 

Para eles, banana. 
E, claro, pedofilia, suruba, zoofilia...


Tudo em nome da liberdade e do politicamente correto.
Os orangotangos e chimpanzés adoram.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Por que a esquerda prega a diversidade, mas idolatra pessoas brancas e ricas?

February 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square