© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A mula de esquerda

October 11, 2017

 

Assim como os esquerdinhas, a mula pode frequentar qualquer banheiro, não sabe a qual sexo pertence.

Mulas são seres híbridos, filhos de asnos.

Suas mães são uma éguas, mas não no sentido pejorativo.

 

A mula, portanto, está pouco se lixando pra ideologia de gênero.

É assim porque nasceu assim e pronto. Não precisa se preocupar se brinca de casinha ou de carrinho.

 

A mula, que é livre das obsessões sexuais, pode se dar ao luxo de apreciar a arte que quiser.

Pra ela, tudo é arte.

 

Para a mamãe mula, não existe essa besteira de pedofilia, esse besteirol inútil.

Se a criancinha mula tocar no pirulito de um cavalão, por exemplo, e daí? Crianças mula não tem sexo, isso não tem o menor significado.

 

A mula não precisa escolher se lava a roupa com Omo ou não;

Mulas não usam roupa, nem tem conta no Santander.

Nem se assistem ao Faustão ou não. Mulas não assistem televisão.

 

Entretanto, existe uma diferença fundamental e significativa entre esquerdinhas e mulas. Um problema sério.

Mulas tem pouco cérebro, como eles, mas são feitas para o trabalho. Puxam carroças, são resistentes.

Já os esquerdinhas não são nada chegados ao trampo.

Preferem se especializar em cavocar grana de leis tipo Rouanet, por exemplo, que lhes garante o sagrado whiskey de todo dia.

 

Enfim, a mula é verdadeiramente livre de preconceitos e imune à tendências fascistas de censura ou cerceamento da putaria, essas coisas que para ela não tem significado algum.

 

Para a mula, o mundo pode acabar amanhã.

Desde que sobre um barranco pra ela se encostar.

Para o esquerdinha também.

Desde que sobre a Rouanet pra se encostar.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ode aos babacas

December 5, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square