© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Togas apodrecidas

October 27, 2017

Escandalosa é a fossa institucional brasileira. Ela mostra-se de profundidade infinita e traz um retrato exato no que o Brasil institucional se transformou.

O pavoroso bate-boca, em rede nacional, entre dois ministros do Supremo Tribunal Federal confirma que a ética ou o respeito não mais fazem parte de valores inegociáveis no funcionamento da administração pública.

 

De um lado, um magistrado arrogante - de excelente bagagem jurídica, diga-se de passagem - e que coloca suas qualidades técnicas à disposição de interesses não sabidos. Um homem vaidoso que não cora diante das suas instabilidades jurídicas, desde que elas auxiliem o objeto de sua proteção.

 

Do outro, um magistrado fraquíssimo. Um cínico ativista de causas duvidosas e da obsoleta esquerda nacional, que trocou o engodo do "Direito Achado na Rua" pelo direito achado no lixo. Um homem da revolução gramscista nos tribunais, que cita como jurisconsultos personagens do limbo cultural brasileiro.

 

Disseram mutuamente verdades que são públicas. Ambos protegem bandidos e apequenam a nobre instituição que deveriam servir com louvor e humildade, posto que são funcionários públicos e como tal deveriam agir no exercício dos seus excelsos ofícios, afastando-se peremptoriamente da política e sua paixão; limitando-se a interpretação da Constituição Federal, da ética e do respeito que o cargo lhes exige.

 

O Brasil encontra-se numa situação lamentável. Não mais interessa o prisma e nós comprovaremos apenas o fracasso retumbante da República e suas frágeis instituições - desmoralizadas, carcomidas por homens públicos grotescos, que em nada nos lembram que este país um dia viveu uma incipiente civilidade pública.

 

Os dois magistrados são a cara do decadente e "progressista" Brasil - terra de todos os direitos e nenhum dever. Ambos são faces da mesmíssima moeda. Dois figurões que entra ano, sai ano mantêm o Brasil exatamente como ele é.

 

Ambos não cumprem o que deveriam cumprir, para a graça e satisfação de todos os malfeitores públicos da republiqueta chamada Brasil.

    Tags:

    Share on Facebook
    Share on Twitter
    Please reload

    Posts Em Destaque

    E o guerreiro Zé Mojica se foi

    February 19, 2020

    1/10
    Please reload

    Arquivo
    Please reload

    Siga
    • Facebook Basic Square
    • Twitter Basic Square
    • Google+ Basic Square