© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A favela de Brasília

November 5, 2017

 

Em tese, políticos e organizações criminosas -como traficantes em favelas- são entidades diferentes.

Só em tese.

 

Na prática e na vida real são exatamente a mesma coisa e funcionam do mesmo jeito.

 

Ambos -políticos e bandidos- enquanto organização- prometem "tomar conta da comunidade".

 

 Ambos mantém o povo debaixo de suas asas sob um pretenso controle, que os interessa.

 

Ambos usam a "comunidade", feliz e protegida para encher o rabo de grana, sem pudor.

Ambos roubam, uns na mão grande, outros na canetada.

Ambos se disfarçam sob uma fachada de respeitabilidade forçada -seja qual for- na qual ninguém acredita.

 

Uns andam de terno italiano, outros de bermuda. Dá no mesmo.

Um ícone barato dessa associação foi visto pelos brasileiros recentemente: Sérgio Cabral, união perfeita de bandido e político.

 

E, mais importante: ambos se mantém no poder a qualquer custo: seja pela força das armas, por decretos fajutos, ou até fazendo parcerias com outras quadrilhas, outrora seus inimigos. Vale qualquer coisa.

 

É o caso exato da anunciada parceria -vinda à luz na semana passada- entre o PMDB, antes golpista, e o PT, antes vítima do golpe.

A politicalha se une, exatamente como uma quadrilha de traficantes numa favela qualquer.

 

Figuras carimbadas como Renan Calheiros, Fernando Pimentel, Eunício Oliveira, José Sarney, Roberto Requião e Gleisi Hofmann flertam abertamente, na intenção de criar alianças ao menos em seis estados para manter o poder.

A balela do "golpe", estrilada pelas bezerras e lindberghs ficou no esquecimento, espetáculo encenado e acabado.

 

Aterrorizados pela perspectiva da perda de poder e a cadeia eventual, a corja se une, esquecendo velhas desavenças, numa espécie de pragmatismo imoral e covarde.

 

O resultado -e não poderia ser outro- será o sacrifício dos que dependem deles, subjugados: a sociedade brasileira.

 

Assim como em qualquer favela do território nacional, enquanto houverem dependentes da droga que vendem, não haverá saída, não haverá solução.

 

Não haverá Brasil.

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Socialismo é estadolatria

January 23, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square