© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Unidos pela sacanagem

November 25, 2017

 

Perto dos casais brasileiros unidos pelo crime, Bonnie e Clyde eram fichinha.


Numa demonstração de que brasileiros são insuperáveis em maracutaias e afins, mais um casal entra para a lista dos que estarão juntos para sempre na cadeia.

 

Hoje, a procuradora Raquel Dodge pediu a condenação de Paulo Roberto, ex ministro, Narizinho, senadora e sua fiel esposa, e de quebra do empresário Ernesto Rodrigues, cupincha.


Raquel pediu ainda que a senadora perca o mandato.

 

Unidos pela roubalheira e safadeza, juntam-se a outros casais notórios, encrencados com a Lava Jato, como o gangster Sergio Cabral e Adriana Ancelmo, Eduardo Cunha e Cláudia Cruz, Lula, o vigarista e Marisa, João Santana e Mônica Moura e outras figurinhas carimbadas.

 

Alguns desses personagens protagonizaram cenas burlescas, como Nelma Kodama, companheira de Alberto Youssef, que cantou "Amada amante" durante seu depoimento e foi presa tentando embarcar para a Europa com 200 mil euros escondidos na calcinha.


Ou Gleisi Narizinho, que carinhosamente pegava a mala do advogado transportador no Hotel Gstaad, na Suiça.

 

São e serão um exemplo clássico da união na alegria e na tristeza (forçada), na riqueza e na pobreza (forçada).

 

Fica a sugestão oportuna para a PF:
Hoje, prestes a ser condenada, se Gleisi for tentar embarcar para qualquer lugar, é bom verificar sua calcinha.
Ela pode querer seguir o exemplo da amiga.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square