© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Declarações do ministro da Defesa britânico.

December 7, 2017

 

As redações dos jornais e televisões europeias estão indignadas com as “inaceitáveis “ declarações do ministro da Defesa britânico. 

 

Gavin Williamson disse com todas as letras que os terroristas de cidadania britânica que lutam pelo Estado Islâmico precisam ser mortos. E que o governo precisa fazer tudo para destruir e eliminar esta ameaça. 

Segundo Williamson, "um terrorista morto não é uma perda para o país”.

 

Com estas afirmações, o ministro de Theresa May causou uma enorme revolta nos sensíveis europeus, que entendem não ser defensável este tipo de mentalidade por parte de um representante de um governo ocidental. 

 

A entrevista de Williamson foi concedida ao jornal Daily Mail e não agradou aos progressistas do velho continente. Há informações de que pelo menos 800 pessoas com cidadania britânica foram para Síria e Iraque, onde se juntaram ao ISIS. Dois quais 130 já foram eliminados, digo, mortos. Cerca de 400 destes terroristas estariam voltando para a Grã Bretanha. O ministro disse ainda que “os terroristas britânicos que fugirem dos locais de combate precisam ser caçados e mortos". 

 

Talvez para os zelosos e evoluídos defensores dos valores humanistas na Europa, devesse Williamson sugerir que os inofensivos terroristas do Estado Islâmico frequentassem oficinas de artesanato com materiais recicláveis PET, ou curso básico de bijuterias com miçangas e materiais alternativos, ou aulas de capoeira, ou terapia do abraço, ou cursos de culinária macrobiótica & cultivo de hortaliças sem agrotóxicos, e, logicamente, os eficazes tratamentos com meditação transcendental zen-pós-moderna. 

 

Caso nenhum dos métodos funcionasse para a recuperação destas vítimas da sociedade opressora capitalista-cristã, o ministro poderia sugerir aos pobrezinhos que pedissem asilo na bondosa Alemanha, país que se propõe a cuidar deles e oferecer o melhor dos tratamentos que o dinheiro do contribuinte pode pagar. Mas JAMAIS poderia ele dizer um absurdo desta ordem.

 

Absolutamente imperdoável! 

 

Afinal, no país de Williamson, nos últimos meses "apenas" 36 pessoas perderam suas vidas nas mãos dos terroristas muçulmanos. 

 

Da conhecida série de sucesso internacional: "É a jihad, estúpido".

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square