© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Hoje é dia da Justiça...

December 8, 2017

 

Todos têm falado muito na Justiça, no Judiciário cumprindo seus deveres, na equidade das relações entre os cidadãos porque o Brasil vem se tornando um País mais justo...


Mas Justiça? Que Justiça? A que Justiça se referem?


Apenas porque o STF, aos trancos e barrancos e cheio de firulas, faz o seu trabalho em um ou outro processo paradigmático?

Porque um único magistrado corajoso faz bem feito o seu trabalho?

Ou porque a mídia noticia que algum peixe graúdo foi encarcerado?
Nada mais do que a obrigação dos senhores integrantes do Judiciário, desde os juízos monocráticos até os da mais alta corte do País, em síntese, deveres dos magistrados em geral...


E a Justiça de verdade?


Aquela dos pequenos foros, dos cidadãos, dos comuns, dos advogados que esfregam barriga no balcão, dos conveniados da assistência judiciária, dos processos amontoados e estagnados, dos presos por engano, dos processos julgados em segundos, feita com base em leis e regimentos vetustos não afinados com a realidade do Século XXI?


E aquela Justiça que muitas vezes faz o tempo e não o justo ganhar o processo?


E aquela Justiça que remunera mal?


E aquela Justiça que ofende a prerrogativa dos operadores do direito?


E aquela Justiça que além de cega, é surda e muda, não atentando para os reais problemas de nosso País, como a fome, a pobreza abaixo da linha de tolerância, as desigualdades sociais, a criminalidade evidente, os ilícitos praticados sob o mando da lei?


E aquela Justiça que deve ser de fato justa, equânime e deve ser feita observando-se os parâmetros maiores de nossa Carta Constitucional?


E aquela Justiça cujo princípio diz respeito à igualdade de todos os cidadãos, na medida em que todos são iguais perante a lei e todos têm os mesmos direitos?


E aquela Justiça cujo norte é o valor ideal que constitui a razão de ser do direito, sendo uma preocupação de todos os sistemas jurídicos alcançar e integrar esse valor nos seus ordenamentos, com a evolução de que as sociedades são alvo, na busca do Estado Democrático de Direito?


É essa Justiça que desejamos...


Que, efetivamente tenhamos Justiça, verdadeira, de essência, que atenda a todos, não diferenciando pessoas, nem bichos, nem ricos, nem árvores, nem sexos, nem religiões, nem políticos, nem importantes, nem, nem, nem...


Uma Justiça apenas pautada na igualdade de todos perante a lei e que seja feita com celeridade, observada a ampla defesa e o devido processo legal.

 

É isso que desejo.

Dai sim, talvez terei motivos para comemorar um Dia da Justiça...

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O bezerro de ouro e a liderança política

November 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square