© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A lei da sharia na Europa

December 12, 2017

 

Suécia

E uma notícia muito triste e surpreendente vinda da espetacular Suécia.

Em determinadas cidades do país, muçulmanos estão “caçando e expulsando” nossas amadas e inteligentes esquerdistas feministas. Segundo a turma, a presença delas é indesejável “por serem péssimas influências para as mulheres muçulmanas”.

A situação é tão grave, que muitas delas nem sequer podem fazer uso de transporte público ou frequentarem comércios, sob pena de agressões e xingamentos. Algumas políticas feministas já provaram o gostinho da maravilhosa cultura islâmica. Elas tiveram que abandonar suas moradias e mudarem-se para grandes centros urbanos como Estocolmo, por exemplo.

 

Coisa injusta e injustificável! Quem sempre defendeu com unhas e dentes o recebimento em massa destes pobres oprimidos que carregam consigo a cultura do amor, da paz e da tolerância, agora ser perseguida e ter que mudar de endereço em virtude de algumas “diferençazinhas” civilizatórias.

 

Da série: “O empoderamento feminino sueco na era da burca e da sombra azul dos olhos”. O sucesso da sociedade multiculturalista ocidental.

 

 

Austria

Desde que entrou em vigor uma lei, há algumas semanas, na Austria, em que estipula uma proibição absoluta para mulheres usarem niqab ou burca em locais públicos, existe uma novidade:

Diversas mulheres muçulmanas estão deixando os países por não se submeterem ao decreto estatal. Elas estão saindo do país juntamente com maridos e filhos. O governo não divulgou os números, mas disse que são significativos.

 

A lei prevê uma multa de 150 euros para aquela que for surpreendida usando estes trajes islâmicos em público. Deveriam estipular pena de prisão, talvez surtiria mais efeito ainda.

Tudo isto é plenamente justificável em razão do fator segurança pública. Vários terroristas, integrantes de milícias variadas, já foram descobertos usando estas roupas a fim de esconderem armas e explosivos.

 

 

Alemanha

Uma “coincidência” deveras suspeita: A polícia de Berlim descobriu um arsenal de armas e muita munição em uma garagem de uma mesquita no distrito de Charlottenburg.

 

Ao lado desta mesquita há um conhecido e muito frequentado mercado de Natal. Segundo informaram, não encontraram elementos que liguem a curiosa apreensão a um provável atentado terrorista.

 

Em um país de desarmamento total, onde as pessoas não tem direito nem de portar um spray de pimenta, acredito que a munição e as armas foram dar um passeio na mesquita para espairecer e rezar pra Allah, não é?

Tudo conspiração, viu? Esta maldita ultra-mega-hiper-extrema direita fascista, nazista, taxista e peruquista, que vê maldade em tudo! Só uma reles “coincidência”. As autoridades alemãs, praticamente, ignoraram o ocorrido.

 

 

Turquia

O sultão turco Erdogan disse hoje em seu discurso que “ Israel é um Estado terrorista e que a Palestina é a vítima inocente nas mãos do país terrorista, Israel”.

O tipinho prometeu lutar com todos os meios contra o reconhecimento de Jerusalém como a capital do país. Ele disse ainda que lutará contra os USA.

Recep Tayyip Erdogan é um chefe de estado bacana que abastecia na surdina ( ou ainda abastece) o caixa dos terroristas do Estado islâmico e financia grupos terroristas na Turquia. É a velha máxima: acuse-os daquilo que você é.

 

 

Irã

De aparência equilibrada e angelical, o aiatolá Ahmad Khatami, clérigo iraniano, defensor de milícias terroristas variadas vive ameaçando povos ocidentais e Israel.

O bondoso teocrata que é um ferrenho defensor da Revolução Iraniana, em discurso na Universidade de Teerã, disse que muçulmanos do mundo todo devem se unir contra Israel.

 

Mas sabe como é... O responsável pela onda de violência islâmica, é, claro, o presidente Donald Trump.

Da série: “ A subcultura da bondade, do amor e da paz”.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

China—Escravidão totalitária,tirania e democídio

November 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square