© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O Brasil na frigideira

December 15, 2017

 

 

A invasão dos países europeus, pelos muçulmanos, ganhou proporções catastróficas. Nestes dias, a marinha da Líbia abordou dois navios, com 900 africanos, indo em direção à Itália. 

Lá dentro só homens em idade militar.

 

Um líder do ISIS colocou claramente a estratégia do grupo terrorista de invadir a Europa com “refugiados” e assim tomar espaço, impondo inclusive a sharia, que recusa radicalmente qualquer acomodação religiosa ou cultural com o Ocidente. 

 

Dona Merkel, 1a. Ministra alemã, já sentiu o resultado de “importar” mais de 1 milhão de muçulmanos para a Alemanha, gerando no povo uma reação contra seu governo, que permitiu até a ressurgência de movimentos neonazistas, que nas últimas eleições ganharam cadeiras no senado.

 

O ISIS olha a América Latina como um alvo fácil, porque aqui eles julgam não haver nem uma cultura assentada como na Europa, nem força militar, nem organização política dos estados. 

O Brasil, por exemplo, seria uma caça fácil, um perú no cercado pronto para a ceia de natal. 

 

Agora, os países enfermos do ISIS tentam devolver os muçulmanos para repatriá-los, até pagando seu retorno em dinheiro. 

 

O Brasil está numa imensa frigideira, onde os grandes disputam a batalha geo-política do mundo, num enfrentamento prestes a se tornar fervente. 

Nosso Comando Militar, até hoje, não emitiu nenhuma nota sobre a invasão muçulmana, oficializada pela Lei da Imigração, que faz seguir esse perigo sem ouvir nossa opinião. 

O desprezo com que somos tratados diz muito do assentimento subterrâneo do governo com os que querem islamizar o país.

O nome dessa traição se chama LESA-PÁTRIA. Até quando vamos tolerar essa ofensa... sem reagir?

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cracolândia em guerra

January 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square