© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O sapo justiceiro

December 22, 2017

 

Como disse uma amiga, Gilmar, o ministro laxante, deve ser extremamente perturbado.
Mais do que isso, se existe uma figura que personificou a corrupção e a imoralidade descaradas no país, essa figura tem cara: Gilmar.

A triste imagem do sapo amargurado -aquele que jamais beijou a princesa- e a do profissional da lei enviesada nos acompanhou durante todo o ano, estampada por aí.


O juiz laxante -uma verdadeira calamidade- soltou bandido após bandido, criminoso após criminoso, sem pudor algum.
De Roger Abdelmassih, o medico criminoso condenado a 278 anos de cana a Jacob Barata, gangster do Rio, Gilmar foi infalível: recolocou nas ruas todos os poderosos que lhe interessavam.


Neste final de ano, ao livrar a cara de Garotinho, político criminoso, o batráquio justiceiro agiu como um papai Noel invertido.
Ao contrário do bom velhinho, que no folclore presenteia com suas renas as boas crianças, Gilmar rouba do povo brasileiro as esperanças.
E a justiça, que vergonhosamente diz representar.
A justiça de Gilmar não é a dos brasileiros.
Nem a de ninguém.

É apenas a de um homem desavergonhado vestido com a roupa errada.
Com a toga de juiz ou roupa de papai Noel, o sapo é só um sapo, e jamais será um príncipe.


Vamos esperar que o mesmo lago lamacento que o abriga hoje o afogue e o absorva no ano que vem.
Seria o melhor para o país.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square