© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A Venezuela só produz petróleo e mortos

December 27, 2017

 

 

É difícil acreditar que a tirania sobreviva que ainda está aí, com um sistema político que não funciona, e com um povo que ainda submetido a fome e a todo os tipos de humilhações não se rende.

Muitos intelectuais e jovens argumentam, que o socialismo é bom se for bem aplicado, e dizem que na Venezuela algo deu errado que este não é o socialismo, é bem o contrário, isso aqui é o socialismo aplicado com precisão cirúrgica.

 

Assim, de acordo com essa mentalidade semeada, existem milhões de pessoas no mundo que não conhecem a natureza repressiva do comunismo. Eles podem até visitar a Venezuela e não mudar o seu pensamento idiota. Estão intelectualmente ou emocionalmente ligados a esse ideal.

 

Terminamos o ano com uma inflação acumulada de mais de 2.000%, segundo os cálculos do Parlamento. Mas as pessoas não estão cientes da inflação, ou da pulverização da economia, simplesmente porque não têm dinheiro para comprar nada, não há papel-moeda, a maioria das empresas e lojas estão fechadas. O pouco que se consegue para comer e até mesmo o dinheiro precisa comprar no mercado negro.

 

A Venezuela vive a pior tragédia da história contemporânea.

 

O leitor se perguntará: como os venezuelanos que ainda têm contatos com amigos e familiares no mundo livre e sabem exatamente o que está acontecendo lá - prosperidade, conforto e liberdades políticas - como toleram o sistema?

A resposta é simples. Esta é uma tirania comunista. É um estado policial opressivo. Venezuelanos não têm direito à propriedade. As pessoas estão com fome e só pensando em qual será sua próxima ração de comida, passam o dia em longas filas para atender às necessidades da vida, como alimentos, remédios, gastando milhões de horas para apenas sobreviver.

 

Na Venezuela este foi um Natal na pobreza absoluta e em silêncio. 

O Comunismo nos roubou as celebrações neste Natal. Tudo foi silêncio, sem festas, sem comida, sem luz em vários estados, sem gás doméstico, sem água. Em Caracas as ruas estavam vazias.

 

Nesta tragédia, que nós sobrevivemos surpreende a inventividade do povo venezuelano, gostaria de ver mais desse espírito, mas eu sei que o Chavismo não o permitirá, odeia qualquer progresso, projeto ou iniciativa privada. Mas nem tudo é desesperança, existe uma juventude disposta a continuar a luta e a dissidência dentro das forças armadas e a polícia crescem.

Há alguns dias, um ex-inspetor da polícia científica montou uma tropa privada rendeu um quartel e roubou todas as armas. O Chavismo sabe que tem uma dissidência armada que reage desde a clandestinidade.

 

O Narco-Chavismo lança dissidentes inocentes em masmorras - às vezes por anos - e depois os libera no Natal para exibir sua caridade magnânima.

Neste Natal, o tirano Maduro quis mostrar um ápice de humanidade e liberou prisioneiros, mas estes narcoterroristas nunca recuam, eles estão planejando o próximo passo, os prisioneiros não são livres, eles apenas estão fora em uma masmorra um pouco mais confortável.

 

Maduro, está desocupando os calabouços para aqueles que planeja prender nos próximos meses.

 

 

"O povo se levantará novamente contra seus carrascos"?

Os venezuelanos são guerreiros, temos sangue de libertadores.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Um táxi chamado Brasil

February 25, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square