© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Maria do Rosário vai tomar jeito depois dessa?

December 28, 2017

 

As piadas com a Maria do Rosário são ótimas, rendem várias gargalhadas, geram muito material de guerrilha de narrativas e podem até fazer com que algumas pessoas sensatas acordem sobre a farsa dos Direitos Humanos no Brasil, mas o fato dela ter sido assaltada por bandidos que ela defende todos os dias não fará com que ela mude de comportamento.

 

É o mesmo caso do ativista norueguês Karsten Nordal Hauken -- membro do partido socialista norueguês, defensor da imigração em massa e do multiculturalismo -- que foi estuprado em sua casa por um refugiado da Somália e depois lamentou o fato do imigrante ter sido preso e deportado, dizendo que seu estuprador era uma vítima.

 

Os fenômenos que acometem essas pessoas como Maria do Rosário e Karsten Nordal geralmente são a Histeria, a Dissonância Cognitiva e a Síndrome de Estocolmo.

 

E é óbvio que esse tipo de gente deve ser removido imediatamente da vida pública, não devem e não podem exercer cargos onde são responsáveis pelas vidas de milhares de pessoas. Mas gente como Maria do Rosário e Karsten não parecem ser eles mesmos psicopatas e sociopatas, mas sim a geração histérica que foi formada e gerada por mentes psicopatas.

 

Hoje vemos a geração de histéricos dividindo o poder com os sociopatas e psicopatas. São poucos os sobreviventes com sanidade mental.

 

No Brasil, como em vários outros países, reina o fenômeno descrito pelo psiquiatra polonês Andrew M. Łobaczewski.

Vejam um trecho do prefácio escrito pelo professor Olavo de Carvalho para o livro do dr. Andrew, que foi lançado no Brasil pela Vide Editorial:

"[...] só uma classe de psicopatas tem a agressividade mental suficiente para se impor a toda uma sociedade por esse meios.

Segundo: descobriram que, quando os psicopatas dominam, a insensitividade moral se espalha por toda a sociedade, roendo o tecido das relações humanas e fazendo da vida um inferno.

Terceiro: descobriram que isso acontece não porque a psicopatia seja contagiosa, mas porque aquelas mentes menos ativas que, meio às tontas, vão se adaptando às novas regras e valores, se tornam presas de uma sintomatologia claramente histérica, ou histeriforme.

O histérico não diz o que sente, mas passa a sentir aquilo que disse – e, na medida em que aquilo que disse é a cópia de fórmulas prontas espalhadas na atmosfera como gases onipresentes, qualquer empenho de chamá-lo de volta às suas percepções reais abala de tal modo a sua segurança psicológica emprestada, que acaba sendo recebido como uma ameaça, uma agressão, um insulto."

 

Somente a restauração da sanidade e da Alta Cultura, seguida da ocupação de espaços, podem trazer lucidez para esse problema endêmico. Como diz o professor Olavo, o problema do Brasil é a confusão mental. E como ele também já assinalou: pra ficar inteligente, primeiro a gente precisa estar vivo. Não dá pra ficar inteligente e resolver os problemas depois de morto.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O homem do controle social

December 7, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square