© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Silêncio lamentável

January 2, 2018

 

No dia 28 de dezembro, Jonatan Diniz foi preso pela ditadura venezuelana. Jonatan tem 31 anos e é brasileiro. A acusação: alimentar pessoas famintas. Jonatan se encontrava numa missão humanitária, levando comida ao povo venezuelano.

 

Sem poder prever no que se meteria, o rapaz acabou envolvido na deterioração das relações entre o Brasil e Venezuela, com a expulsão de diplomatas de ambos os lados.

 

Vingativo e burro, Maduro e seus micos amestrados inventaram uma história mirabolante para encarcerar o rapaz. Jonatan foi acusado de "atividades contra a segurança nacional". O que não significa absolutamente nada, em se tratando do ditador em questão.

Tudo o que vai contra seus interesses vira "caso de segurança nacional".

Manter seu próprio povo faminto e sem remédios, por exemplo.

 

Para quem se lembra do escândalo feito pelo governo brasileiro contra a Indonésia por ter prendido um narcotraficante brasileiro, Rodrigo Gularte -que posteriormente foi executado lá mesmo- fica a constatação: o omisso governo brasileiro só defende quem apoia a esquerda. Os amici do poder. Na época, o "pobre" traficante mereceu até especial choroso no Fantástico.

 

Hoje, os brasileiros se calam, como se não fosse com eles. O único a se manifestar é Danilo Gentili, que tenta ajudar a família a resgatar o rapaz.

 

O fraco governo brasileiro reluta em bater de frente com o abominável Maduro, parceiro da esquerda. Mesmo abandonando nas masmorras da Venezuela um brasileiro que só realizava um trabalho humanitário.

 

Essa omissão, covarde por si só, é indigna de um país decente. Um país decente defende seus cidadãos, independente de sua ideologia.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Por que a esquerda prega a diversidade, mas idolatra pessoas brancas e ricas?

February 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square