© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A  República das cigarras.

January 23, 2018

 

Enquanto a cigarra ia cantando, sem se preocupar, a formiguinha trabalhava, trabalhava, guardando o que conseguia para o inverno.

Veio o inverno...Todo mundo sabe o que aconteceu com a cigarra, tiritando debaixo da neve enquanto a formiga se aconchegava junto à lareira, tomando vinho Romanée- Conti, aquele do Maluf. Pensando bem,

esqueça a marca do vinho, que não trouxe lá muita sorte ao Maluf.

 

A cigarra sou eu, somos nós. E a formiga é o lula. O petista focou sua vida em enganar o próximo com suas mentiras - sòzinho ou em bando. Se especializou nisso. Para ele não tinha trampo grande ou pequeno. Onde tinha uma chance de levar algum por fora, ele tava junto. Pintou uma possibilidade de ganhar um triplex no peito, se acertando com uma empreiteira? Tá fechado. Comprar para o Brasil um complexo petrolífero super-faturado, um lixo sem nenhum valor, por milhões de dólares...e levar o dele para guardar num paraíso fiscal?...tá fechado.

 

Assim a formiguinha lula foi roubando do açucareiro. Em sua carreira ele fez grandes amigos, que facilitaram sua vida em troca de uma comissão aqui, outra acolá...Como o Palocci, por exemplo, que deixou rastros, pistas de sua carreira predatória, e que atraíram a atenção do Ministério Publico, inimigo mortal das formigas exxxxpertas. E o Ministério acabou por dar de frente com a formigona lula, nesta ocasião já obesa de tanto comer e tanto guardar açúcar. A pergunta é, hoje especialmente, dia do seu julgamento no TRF-4 : valeu ter roubado tanto, lula? 

 

Bem, eu-cigarra, não me dei bem, reconheço. Devia ter ficado mais atento ao que sinalizava o sismógrafo, que faz tempo já alertava a sociedade para o crimes que o pt perpetrava, sem que ninguém tomasse providências.  Fodemo-nos todos, com razão, por termos ficado indiferentes ao câncer-lula que ia tomando conta do Brasil. E que estivéssemos cochilando quando ele se acertou com cúmplices internacionais, trocando nossa soberania por diamantes, fazendas, dólares, euros - cumpliciado com os donos do poder ao redor do mundo. 

 

Bem, nossa fábula da cigarra e da formiga está chegando a um ponto de inflexão. Ou o lula acaba... ou acabamos nós. Dizendo lula quero significar ele e sua rede de prostituição negocial constituída por respeitáveis senhores que mandam no mundo justamente por sua habilidade de alistar em sua quadrilha gente como o lula. Agora somos nós de um lado e nossos inimigos do outro, que hoje distinguimos nitidamente,

 

Temos agora que cumprir um caminho difícil: identificar e lutar contra um inimigo que tem dinheiro, recursos, relações e tempo de serviço.  E de outro lado, nos falta cumprir uma tarefa que talvez seja ainda mais difícil: nos reconhecer em nossos erros de avaliação, fazer uma dura auto-crítica de nosso comodismo, preguiça e alienação política, enfim. E partir para a guerra aberta. Formiga lula, para deixar claro minha intenção: quero que você queime na frigideira do inferno.

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Um táxi chamado Brasil

February 25, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square