© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A imprensa alemã e o Lula

January 27, 2018

    Hoje resolvi fazer o que relutava há dias. Não por preguiça, mas por sentir uma extrema repulsa por uma imprensa absolutamente marxista, parcial e que muito pouco se aproveita quando a informação envolve um de seus diletos camaradas.

     

    Assim, procurei saber nos principais jornais e revistas alemães ( Die Zeit, Die Welt, Der Spiegel, RT-Deutsch, Frankfurter Allgemeine, Focus, Süddeutsche Zeitung, Südkurier, ARD Magazine ) o que está sendo contado sobre a condenação da "viv'alma mais honesta do Brasil".

     

    E não é que me surpreendi completamente?

    Esperava que a manjada narrativa do “golpe continuado com a perseguição política do mártir-redentor brasileiro ” estivesse sendo repetida como mantra. Afinal, a fidelidade/parceria da esquerda para a proteção de seus pares é mundial. Pensei que não seria diferente nos trópicos. Eu errei!

     

    Em pelo menos 80% dos artigos lidos, os jornalistas se ativeram exclusivamente a matéria de fato. Isto é, citaram de forma bastante satisfatória o conjunto probatório constante dos autos do processo e sua direta inter-relação com a manutenção da sentença condenatória de primeira instância. Não negaram em momento algum que o ex-queridinho sul-americano Lula da Silva estivesse, realmente, envolvido nas mais diversas tramoias e que, ele, Lula da Silva, acabou por abusar do poder que lhe fora conferido. E que o ex-presidente condenado cometeu inúmeros crimes contra o erário nacional.

     

    Infelizmente, não li uma única linha sobre o nefando projeto petista de domínio político e seus desdobramentos para a manutenção de poder no Brasil. Esta informação foi solenemente sonegada aos leitores. O que é lamentável, pois a corrupção - como já sabemos - tem caráter secundário e emerge dos planos marxistas para a implementação do sistema.

     

    Entretanto, não deixa de ser positivo. Repetir asnices como “ a do golpe fictício, a perseguição política e os efeitos causados pelo crescimento da direita fascista que odeia os pobres", começa a cair no mais absoluto ridículo.

     

    Estas afirmações são restritas aos cérebros e inteligências dos menos privilegiados - os únicos a entoarem a enfadonha ladainha com convicção e cara de pau.

    Share on Facebook
    Share on Twitter
    Please reload

    Posts Em Destaque

    Futurologices

    November 14, 2019

    1/10
    Please reload

    Arquivo
    Please reload

    Siga
    • Facebook Basic Square
    • Twitter Basic Square
    • Google+ Basic Square