© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Marina MST Silva

January 31, 2018

 

No início dos anos 80, muito antes da queda do Muro de Berlin, eu conheci um grupo de estudantes alemãs esquerdopatas "pacifistas ecologistas", na Universität des Saarlandes, em Saarbrücken / Alemanha Ocidental (Bundesrepublik Deutschland / BRD).

A Universidade do Saarlandes era um viveiro de comunistas e foi um dos berços do movimento ecologista alemão (Die Grünen). Esta universidade também estava infestada de simpatizantes do PLO (Palestine Liberation Organization) e do Rote Armee Fraktion (a.k.a. Baader-Meinhof); e "last but not least" estava profundamente aparelhada pela KGB e infestada de agentes da "Hauptverwaltung Aufklärung" (a.k.a. HV A); o legendário serviço de inteligência da Alemanha Oriental / Deutsche Demokratische Republik (DDR).

 

Durante a Guerra Fria, esta universidade era um verdadeiro formigueiro de comunistas...

 

Enfim, os anos se passaram, e a União Soviética desapareceu, a DDR desapareceu, o Muro de Berlin desapareceu, o RAF / Baader-Meinhof desapareceu, o PLO desapareceu...

 

No entanto, todas aquelas estudantes esquerdopatas que eu conheci, continuaram a ser ativistas "ecologistas"; e algumas até se elegeram deputadas pelo partido Die Grünen!

Os "ecologistas" da Alemanha Ocidental (BRD) sempre lutaram pelo fechamento das bases militares americanas da Alemanha Ocidental, pelo fim do serviço militar obrigatório, pelo desarmamento da população civil e pelo fechamento das usinas nucleares alemãs. Eles faziam tudo o que lhes mandavam os agentes da KGB e da HV A, que comandavam o movimento ecologista alemão.

 

Na verdade, o movimento "Grünen" (VERDE) era a "versão soft" do grupo terrorista Rote Armee Fraktion / Baader-Meinhof. Ambos sempre tiveram o mesmo ódio dos americanos, do sistema capitalista e tinham como objetivo fusionar a Alemanha Ocidental com a DDR; sob um regime comunista....

 

No Brasil, Marina Silva (REDE) segue exatamente a mesma estratégia.

Sob o manto inocente da "sustentabilidade", estes vermes da esquerda ultra-radical estão conseguindo conquistar (através do voto) tudo o que os terroristas marxistas da Guerra Fria não conseguiram conquistar através da luta armada...

 

Reparem na bandeira do movimento ecologista alemão, contra a energia nuclear: "Atomkraft? Nein danke! / Energia nuclear? Não obrigado!"...

Eles se dizem Partido Verde "Grünen", mas carregam bandeiras VERMELHAS...

Isto tudo me faz lembrar Marina Silva, o PT e o MST do Brasil!...

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A República dos Criminosos

December 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square