© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Guerra civil?

February 1, 2018

 

 Tem centenas de tiroteios pela cidade, no Rio. Mais de 688 só no mês de janeiro, numa média de 22 por dia. Morrem bandidos de bala endereçada, nos enfrentamentos entre eles. E civis, nós, por balas perdidas. No Rio tem um aplicativo que vai atualizando, minuto a minuto, onde estão ocorrendo as rajadas de fuzil AK-47 e os disparos de pistolas de grosso calibre. Morre-se mais, no Brasil, do que no Afeganistão.

 

Aquele medo antigo que previa “um dia a favela vai descer para a avenida Atlântica”, já aconteceu. Sucessivos governos, com suas gaiolas de ouro de vereadores ladrões, dominaram a cidade ex-maravilhosa. O medo tomou conta.

Como vai ser no carnaval? Cordões de falsos foliões cercando os turistas, fingindo sambar enquanto depenam os coitados? O Rio real mostra sua cara, escondida atrás da euforia turbinada por cocaína e cerveja, o carioca mijando na rua e sendo espoliado até na hora de comer uma coxinha.

 

Li, agora, que o Garotinho vai-se candidatar ao governo do Rio. Se isso acontecer, a candidatura dele vai ser um laço de fita amarela amarrando uma lata de fezes mal embrulhada. E...inacreditável - olha o QI do Pezão! -ele quer agora fazer uma campanha pelo desarmamento no Rio.

De quem? Dos bandidos?  

 

Eu amava o Rio.Via São Paulo como uma província sem charme. Hoje, olho o Rio e vejo uma Penitenciária com as portas arreganhadas, os bandidos acelerando suas motos e brandindo as 45 sem medo da polícia. 

 

O Brasil, está no fim. Para ele ressuscitar, vai ter que morrer de uma vez.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A República dos Criminosos

December 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square