© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Defenda seus direitos

February 4, 2018

 

REDUÇÃO DE PESO DOS PRODUTOS

Um assunto de extrema importância e que passa batido na população é a questão da REDUÇÃO DO PESO LÍQUIDO DOS PRODUTOS NO VAREJO. A maioria dos produtos que compramos está sofrendo redução de peso a cada 3 meses, porém o preço é o mesmo ou até mais caro.

Mesmo os fabricantes seguindo as normas da lei do consumidor, a redução de peso gera um efeito invisível porém impactante na economia. A redução de peso faz com que paguemos o mesmo valor por menor quantidade de produto, o que significa um aumento real no preço, isso deveria ser calculado no índice IPCA que calcula a inflação, porque pagar mais por menos produto produz inflação, além disso, nesse caso, estamos pagando mais impostos por menos produto, o que representa AUMENTO DA CARGA TRIBUTÁRIA.

 

Tudo isso não entra na composição dos índices inflacionários, mas deveria entrar. Essa prática deveria ser alvo de maior debate entre a população, porque está diretamente ligada à perda do poder de compra do trabalhador, que já está com o salário bastante desvalorizado e achatado.

 

Entrei em contato com alguns fabricantes e eles disseram que o motivo dessa prática é uma forma de reduzir o impacto do aumento de preço dos itens que compõe a planilha de custo industrial e financeiro de seus produtos, como energia, frete, combustíveis, taxas e impostos que aumentam todos os meses. Segundo eles, é a única forma que encontraram para não ter que repassar estes aumentos para os produtos e assim torná-los mais caros, porém essa resposta explica em parte o problema, porque reduzir o peso e praticar o mesmo preço é o mesmo que aumentar o preço final, só que de maneira disfarçada e na verdade só ajuda o GOVERNO porque isso não entra no calculo inflacionário.

 

No mês passado conversei com o economista Samy Dana sobre isso e hoje recebi uma resposta do PROCON DE SP que está estudando o caso. Ambos estão analisado a situação e se a sociedade se mobilizar teremos um progresso nesse campo. O que eu pleiteio com isso não é eliminar a redução de peso, porque isso não vai acontecer, o que eu quero é que a sociedade tenha ciência da importância e existência desse fenômeno e que ele seja considerado no cálculo da inflação, que sabemos ser manipulado pelo IBGE e pelo governo.

 

É inadmissível que todas as falhas na economia e no modelo de produção/comércio causados pelo governo ineficiente, sejam sempre cobrados da população, mas até quando?

Isso tem que acabar. O governo tem que arcar com sua própria deficiência e não mais a população.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O bezerro de ouro e a liderança política

November 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square