© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Quem,eu?

February 10, 2018

 

O Instituto londrino Ipsos constatou em 2017 que os brasileiros são o segundo povo do mundo em falta de percepção da realidade.

A pesquisa foi feita em 38 países e Brasil só ficou atrás da Africa do Sul no quesito alienação.
Sobre questões simples, por exemplo, como a quantidade de brasileiros conectados ao Facebook, a crença é a de que 83% estejam plugados na rede de Zuckerberg.
Na realidade, são 47%.
O mais notório é a falta de aprofundamento em questões sociais.


Há quem possa discordar.
Mas não há como negar que a falta de leitura, ausência de interesse em qualquer coisa que não signifique o próprio conforto imediato ou a existência desde sempre de uma imprensa comprometida contribuem e muito para essa realidade.
No eco e na ressaca de oito anos de governo de um semianalfabeto oportunista e de mais cinco de uma maluca incompetente, existe uma legião de brasileiros que se orgulha em evitar conversas e a simples discussão sobre política ou questões sociais, se mantendo felizes e faceiros à parte.
São os repetidores de um velho refrão: nada vai mudar, portanto para que perder tempo discutindo?

 

Para quem discorda, que observe o carnaval do povo feliz.
Brasileiros estão aparentemente se lixando para os impostos extorsivos que pagam, para o quanto sai de seus bolsos diariamente para pagar privilégio de bandido, ou para quantas pessoas morrem diariamente em filas de hospitais publicos.
Isso não importa, está numa região nebulosa longe de sua vida e de seu alcance.

O que importa realmente é carnaval, futebol, cerveja e de vez em quando sexo divertido.
De braços dados com a Africa do Sul -tem carnaval lá?- somos um exemplo para o mundo.

O exemplo de que, afinal, a ignorância traz consigo a felicidade.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Um táxi chamado Brasil

February 25, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square