© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Hipocritamente "coberto e cercado"

March 20, 2018

     

    Assisto os telejornais com notícias sobre as manifestações e chego às seguintes conclusões:
    Estudantes pedem mais segurança, mas querem a polícia fora do campus. -Manifestantes querem mais educação e cultura, mas picham monumentos e prédios históricos.

    Alunos reclamam da falta de aulas, mas entram em greve. Querem melhoria do ensino, mas não respeitam os professores. Acertam em querem melhorar o nível dos alunos, mas apóiam o sistema de educação continuada.

    Reivindicam mais transportes, mas queimam ônibus e depredam estações. Pedem menos violência, mas depredam patrimônio público e privado. Reclamam da limpeza e do lixo, mas queimam as lixeiras.

    Bradam por liberdade, mas patrulham o trabalho de jornalistas.

    Querem exercer seus direitos, mas não respeitam os direitos dos outros.


    Além disso, fora das manifestações:
    Presos recebem “salário presidiário”, mas famílias das vítimas passam necessidades.

    Políticos se corrompem, mas pregam a moralidade.

    Também bradam contra privatizações, mas fatiam nosso patrimônio com leilões suspeitos.

    Sem teto ocupam moradias do programa “Minha Casa, Minha Vida”, mas beneficiários legítimos ficam ao léu.

    Prédios públicos são ocupados, mas a justiça nega a reintegração.

    Estradas estão em estado deplorável, mas índios cobram pedágio.

    Criticam a poluição ambiental, mas jogam lixo nas ruas e não racionalizam energia e combustíveis. Querem consumir cada vez mais energia, mas são contra a construção de usinas elétricas.

    São contra a discriminação, mas são preconceituosos.

    Se preocupam com o comércio e consumo de carne de cães na Korea, enquanto milhões de crianças morrem de sub-nutrição.

    Entram em instituto de pesquisa, retiram cobaias e destroem anos de trabalhos dos pesquisadores, mas querem remédios e cosméticos mais eficientes e baratos.

    Querem dar o direito das mães registrarem seus filhos indicando os pais, o que vai gerar uma enxurrada de processos de paternidade, traumatizando mais ainda as crianças.

    O governo alardeia a reforma agrária, mas não destina recursos para a sua viabilização. Querem comer e se vestir bem, mas criticam os Produtores Rurais.
    Muitos acham que a vida no Campo é como a propaganda da Caixa, com a espetaculosa Paula Fernandes cantando e tocando com o Almir Sater, o tempo maravilhoso, sem nenhum ventinho, a topografia esplêndida, a plantação esplendorosa e sem pragas, tudo perfeito, mas a realidade é bem outra.

     

    Pensando nessas coisas todas começo a ficar deprimido, respiro fundo, balanço a cabeça, dou de ombros por que na realidade tudo isso é um verdadeiro “Samba do Crioulo Doido”.


    Alguns dizem que “se cobrir vira circo e se cercar vira hospício”, mas prá mim tá tudo hipocritamente coberto e cercado ...

     

    Em Tempo: que investiguem o assassinato de Marielle, prendam os assassinos, julguem, condenem com rigor e prendam, sem direitos e hipocrisia.

    Share on Facebook
    Share on Twitter
    Please reload

    Posts Em Destaque

    Flagrante atentado à ordem pública

    November 19, 2019

    1/10
    Please reload

    Arquivo
    Please reload

    Siga
    • Facebook Basic Square
    • Twitter Basic Square
    • Google+ Basic Square