© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Os heróis anônimos desta cidade

March 21, 2018

Na manhã do dia 1 de fevereiro de 1974, fui bem cedo para a agência onde trabalhava, para terminar um trabalho urgente.
Mas não houve trabalho naquele dia.


Lá pelas 8.30 da manhã, o prédio ao lado, o Joelma, começou a pegar fogo, na que seria considerada uma das maiores tragédias da cidade.
Nesse dia, morreram ali 188 pessoas.
Alguns, meus amigos, de quem havia me despedido minutos antes. Meu pai, por um triz, escapou de estar lá dentro naquele dia.
A região foi toda cercada, e meu carro, dentro do estacionamento do prédio ao lado, ficou preso alí.
Não pude sair dali. Acho que não sairia, mesmo que pudesse, não sei. 
Vi, durante todo o dia, numa espécie de choque, o fogo destruir tudo, matar pessoas...


Num certo momento, pedi pra alguém apanhar uma máquina fotográfica na agencia. Não me trouxeram.
Alí, debaixo do prédio que ardia, uma confusão dos diabos, pessoas chorando, outras rezando...

Daquele dia fatídico, ficou em mim uma certeza, entre outras: a do heroísmo dos homens do corpo de bombeiros.
Vi esses homens, naquele dia e em outros, fazerem coisas inacreditáveis.
Tudo com um só objetivo: salvar a vida das pessoas.
Pessoas desconhecidas para eles.
Vi esses homens saírem dali feridos, desacordados.

 

Hoje, quando a cidade de São Paulo é assolada não pelo fogo, mas pela violência das águas da chuva forte, observo novamente o heroísmo desses homens.
E uma certeza: no Joelma, teriam morrido muitas outras pessoas não fossem eles.
Hoje, em São Paulo: uma tristeza imensa: uma menina pequena morreu, levada pelas águas. Tinha um ano e meio apenas.
Se chamava Sofia, se não me engano.
Além dela, uma senhora de 82 anos.

Outras crianças, outras pessoas, entretanto, foram salvas por esses homens.
A eles, meu respeito incondicional, desde sempre.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cracolândia em guerra

January 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square