© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Raio vermelho

March 27, 2018

Caiu um raio aqui.
Não foi um raiozinho qualquer, daqueles que assustam os gatos e os cachorros.
Foi durante a última tempestade que assolou a cidade, e o danado fez um enorme estrago num raio de 500 metros a partir de meu studio.
O estrondo foi ensurdecedor, a ponto de ficarmos com o ouvido zunindo por mais de meia hora.

No momento em que caiu, o maledetto schifoso queimou computadores por aqui, celulares, carregadores, um rádio amador muito caro...mas não foi só.
Na rua, queimou praticamente todos os portões eletrônicos e outros aparelhos.
Volúvel e excêntrico, o raio saiu queimando o que lhe dava na telha.

Foi um evento. Um evento péssimo.


E como tal, foi imediatamente batizado.

É o raio lula.

 

A analogia é inevitável e fatal.
Em 2002, exatamente, outro raio caiu no Brasil, com a eleição desse criminoso.
O dano causado pela descarga socialista começou a ser percebido apenas em 2004, com o mensalão.
Mas não parou por aí.


Assim como hoje aqui em nossas casas, dia após dia, a cada vez que tentamos ligar algum aparelho percebemos irados que mais um está queimado. O dano se alastra, parece não ter fim.
Assim é lula.
Um raio que foi causando danos sem fim na sociedade, nas instituições, na educação, na saúde, na cultura...suas faíscas -os filhotes do raio- atingiram todo o país.


Se é possível consertar, não se sabe.
Alguns aparelhos sociais estão torrados, fritos, com destino certo: a lata do lixo.

 

E...quanto aqueles que reclamam da escuridão, e se perguntam onde foi parar aquela luz no fim do túnel, bom...
Ela foi a primeira a queimar.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square