© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

A Joana d'Arc do ABC

April 7, 2018

Lula incorporar uma Jeanne d'Arc de Saint-Bernard-des-Champs pode parecer grande astúcia para quem o considera o demiurgo da política nacional e a última bolacha do pacote.

Falam dele de tal maneira e com tanta seriedade que quem não teve o privilégio de ser contemporâneo do fenômeno vai lamentar até o último suspiro.

Sempre achei que com o discurso rudimentar de caudilho demagogo Nossa Joana teria uma certa dificuldade em se eleger para o conselho municipal de cidade com porte médio na Europa.

Mas estamos na Latino América. Mesmo uma pequena dose de pieguice e drama tem grande valor. Por certo, a movimentação é muita vistosa em São Bernardo: tem missa campal e falta água como no cerco de Orleans durante a Guerra dos 100 Anos, mas sobra cerveja e carne grelhada.

Jogue em cima das imagens uma “narrativa”, como dizem, uma voz gutural tipo Paulo César Pereio e ao fundo, música que comove el corazon e temos mais uma peça para ajudar a evitar o horário eleitoral obrigatório.

 

Porém, na prática, o condenado a 12 anos de prisão e réu em mais 6 ações penais só está correndo risco de complicar ainda mais a sua ficha judiciária.

 

O mais divertido, no entanto, é a facilidade com que os companheiros falam em “resistência”. Note bem, resistência com os ares heroicos que, por vezes, se desprende do termo. Ora, resistência fizeram o Davy Crockett e a sua turma na Batalha do Álamo.

 

E resistência a quem faz o Lula? Só pode ser contra a lei.

 

O comportamento de quem resiste a lei está mais para bandidagem do que para qualquer outra coisa. Aliás, se me permitem vou fazer uma sugestão: deixem o Lula lá. Convoquem a Gleisi Hoffman para ser dama de companhia permanente, o Eduardo Suplicy e o Lindbergh Farias para pajens. Em seguida, transformem prédio do sindicato em presídio – a arquitetura já é medonha. Ao menos se economiza material de construção e vantagem suplementar, dar algum fim útil ao lugar.

Faz tempo que o Sindicado dos Metalúrgicos do ABC já não tem a representatividade de outrora junto a base.

Defende sim, exclusivamente, os interesses de XYZ, todos dirigentes. Igual ao sindicato do crime.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O homem do controle social

December 7, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square