© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Um clássico

April 29, 2018

Foi um dos maiores e é triste perceber como a irreverência de Agildo Ribeiro não tinha mais espaço por aqui. Há pouco mais de um mês Agildo foi atacado burramente por criticar a censura politicamente correta que norteia o humor atual. Por sorte, e coincidência, a chiadeira nem durou tanto. Na mesma semana ele recebeu prêmio, foi homenageado, entrevistado por muita gente boa, passou.

Era maior do que qualquer crítico seu da nova geração. A prova de que quando um artista tem talento de verdade não precisa abraçar discurso modinha, ou causa política, para se impor. Para a geração que vive de aplausos de amigos em clubinhos fechados, para autores que se preocupam em fazer apenas "humor construtivo" enquanto papai paga as contas, Agildo não passava de um piadista tipo tiozão de churrasco.

Porém, para aqueles que o conheciam e escreveram para ele – tive este privilégio – quem o viu atuando no palco de um teatro, quem o acompanhou em todos os seus programas na Globo, quem sabe o que é atuação, composição, partitura física, ritmo, timing, enfim, tudo o que faz um comediante de verdade, compreende e reconhece a sua genialidade.

Para os despreparados e arrogantes, Agildo era um comediante ultrapassado. Para quem é profissional, e realmente entende de humor, ele sempre será um clássico. Que descanse em paz.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Pandemia Covid-19 e a Nova Ordem Mundial

March 24, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square