© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O Mito da Caverna Dos Ignorantes

May 9, 2018

    A criatura não tem muito conteúdo. Lê qualquer asneira no mundo virtual, dessas rápidas tipo prato feito e baixa a pomba gira nela: “caga regra como se fosse filósofo grego personificado”.

    O Brasil é um dos paises que mais forma “filósofos”.

    Curso fácil de entrar. Se pagar então. Mas diz a voz do povo ou “dos povos”, que filosofar é em alemão. A turma da Sociologia e Filosofia que foi passear à la FHC em Paris , mal passou da Sorbonne com francês pobre e voltaram exaltando Nietzsche, sem sequer visitar a faculdade onde ele lecionou em alemão. Então não descobriram que o doido na Europa nunca passou de filósofo de pequena grandeza. Quem empurrou o sujeito foi o compositor Wagner. 

     

    Imagina hoje , depois do desmantelamento da Educação , graças a essa turma do FHC , o boca de godê duplo , que vai depor sobre o sitio do companheiro (dele) Lula, em Atibaia.  
    Dois ”doutores” dignos do país que bate recorde de analfabetismo e nível pífio do ensino superior , máquina de fazer dinheiro e diplomar ignorantes.
    E é dessas milhares de faculdades particulares sem a menor relevância, que saem as “frases feitas”.
    Para a falta de argumento, basta ar de superioridade e jogar na roda “O Mito da Caverna”. Resposta à altura dos que passam longe do conhecimento.

     
    É a "citação dos semi-analfabetos que querem demonstrar serem intelectuais“.

    Já começam mal - santa ignorância, Batman!

    "Mito“?

    Jamais o termo seria esse. É o mesmo que dizer : 
    o suspeito Polônio faz parte do bando 16 , os semi-metais.

    Foi o casal Curie quem descobriu e isolou o Polônio que é um elemento do rádio ativo , de vida curta .

    Qualquer estudante de nível médio que teve a primeira aula de Química fica perplexo.
    Não seria: “o elemento Polônio faz parte do Grupo 16, os semi-metais.

    Foi o casal Curie que isolou o Polônio, elemento radioativo de vida curta”?

     

    Há que imbecilizai-vos, de “Gratidão”, “Bora” ou “O Mito da Caverna”: o clichê que achardes melhor!

    Que porre ! E por falar nisso Monsieur Baudelaire: “Há que embriagai-vos de vinho, de poesia ou de virtude, como achardes melhor”

     

    Enquanto isso o repórter baiano da TV Record diz que o policial à paisana reagiu a um assalto e matou dois bandidos. E que é um absurdo: a polícia orienta a não reagir.

    Respirem fundo!

    Eu jornalista, estou há horas debruçada numa última edição da Oxford sobre “O Pensamento de Aristoteles”.

    Depois vem um mané desses, mero segurador de microfone, falar de política, economia e formar , ou melhor, deformar opinião.

      Share on Facebook
      Share on Twitter
      Please reload

      Posts Em Destaque

      Um táxi chamado Brasil

      February 25, 2020

      1/10
      Please reload

      Arquivo
      Please reload

      Siga
      • Facebook Basic Square
      • Twitter Basic Square
      • Google+ Basic Square