© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O coelho de plástico na cartola de fundo falso da Globo

May 12, 2018

Não mais do que de repente, depois de 33 anos do final do regime militar, eis que a diligente rede Globo "descobre" nos arquivos da CIA a denúncia de que o general Ernesto Geisel "autorizou" a execução de terroristas.

Coincidentemente, neste mesmo instante, o Instituto Paraná de pesquisas indica que Jair Bolsonaro é líder em intenção de votos para presidente no Rio de Janeiro, com uma vantagem de mais do que o dobro de numero de votos que o segundo colocado.

Mesmo incluído o criminoso preso lula da silva, Bolsonaro venceria facilmente.

 

O cenário não é muito diferente em outros estados.

A esquerda e seus comparsas enfiados em todos os partidos se apavora e tenta se proteger.

Não se trata, evidentemente, de uma questão ideológica.

Longe disso.

Se trata de grana e poder mesmo.

A quadrilha que domina o país -desde os tempos do regime militar- precisa de um marionete submisso às suas vontades na presidência.

Ironicamente, foi justamente nos tempos dos militares que surgiram e floresceram pragas como a Globo e o corrupto MDB.

Pragas que encontraram terreno ainda mais fértil no desgoverno do PT e seu líder supremo, campeão absoluto em corrupção.

Todos os envolvidos nas maracutaias se protegem, uma enorme rede de sacanas milionários com o saque da grana do povo.

De Temer a Renan Calheiros, passando por canalhas que tiram comida de merenda de crianças, não se salva ninguém.

 

Para eles, Bolsonaro é o inimigo.

Não há, aparentemente, como manipular o candidato, nem como acusá-lo de coisa alguma.

Bolsonaro é uma incógnita.

 

E, independentemente de grupos intervencionistas ou apoiadores de golpes militares, Bolsonaro é uma ameaça: tem o apoio do povo, cansado de políticos ladrões e analfabetos.

Bolsonaro cresce nas pesquisas.

Seu mote, o de que quanto mais apanha maior fica, parece ser verdadeiro.

E para a rede Globo, fica outro refrão, ouvido nas ruas em 85 (eu estava lá), São Paulo, na campanha das Diretas Já:

"Fora Rede Globo, o povo não é bobo".

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Um táxi chamado Brasil

February 25, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square