© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

STF desfere golpe de misericórdia sobre a democracia brasileira

June 7, 2018

Por mais que as redes sociais tivessem demonstrado, à exaustão, a face criminosa das urnas eletrônicas; por mais que os mais sérios especialistas em segurança de sistemas informatizados alertassem, o STF  desferiu hoje, 06-06-2018, o golpe final sobre o voto impresso, o último bastião da jovem e frágil democracia brasileira.

Em suprema sessão realizada à tarde, os ministros que não entendem patavina de informática derrubaram a lei 13.165/2015 que tornava obrigatório o voto impresso.

Ao escrever este artigo, a sessão do STF que examinava a “inconstitucionalidade” do voto impresso não havia terminado, mas a derrubada da exigência já estava garantida pelo voto, a meu ver criminoso, de Alexandre Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Marco Aurélio Melo, Rosa Weber e Ricardo Lewandowiski.Todos os que votaram a favor da derrubada da exigência do voto impresso podem ser considerados carrascos da democracia brasileira tal a inconsistência das urnas eletrônicas, em grande parte importadas da Venezuela...

AMILCAR JOGA A TOALHA
Ainda não havia terminado a sessão do STF,  quando recebo, por e.mail, a mensagem abaixo do engenheiro eletrônico Amilcar Brunazzo, um dos maiores especialistas em segurança de sistemas do Brasil:

“A terceira lei do voto impresso (2002, 2009 e 2015) com a qual colaborei  acaba de ser derrubada pela cúpula STF/TSE.
Como já tinha dito das outras vezes, a única maneira de conseguir um sistema eleitoral (de votação e apuração) transparente no Brasil, cujo resultado possa ser conferido, será tirando a função de administração eleitoral das mãos dos juízes do STF.
Os argumentos por eles apresentados para derrubar o voto impresso pela terceira vez foram muito hipócritas e ridículos.
Me dou por satisfeito.
Casa povo tem a Suprema Corte que merece. 
Agradeço a todos que participaram dessa luta e lhes desejo força para continuar.
Estou me retirando.
Daqui pra frente vou plantar batatas, cantar mantras e ficar feliz”.

Espero que, passada a decepção, Amilcar Brunazzo retorne à luta...Ele é o nosso general...

Não podemos desistir...

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cracolândia em guerra

January 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square