© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Porra!Quase enfartei

July 6, 2018

 

Quase tive uns vinte enfartes nesse jogo contra a Bélgica.

Se fosse minha avó na artilharia, o Brasil teria feito 4 x 2, no mínimo. Meu tio paralítico em cadeira de rodas, na linha de ataque, botava mais uns 5 para dentro. Meu nono  que só era bom de bilhar, ia ganhar uns cinco cartões amarelos, mas enfiava umas bolas lá no fundão da rede belga.

 

Se eu fosse o Tite, teria mandado nosso time tirar o sapato de salto 

salto alto e meter chumbo no inimigo. 

 

 

Mas brasileiro é bonzinho. Fode-mo-nos. Ferramos a nossa vitória, na verdade,  por causa do Galvão Bueno.

Aquele azarão parece uma cacatua berrando enlouquecida. 

Outro prá baixo foi aquele gordo rivotrílico, marcha lenta, o Ronaldo.

Só de falar já fica cansado, ostentando sempre aquele sorriso inteligente. 

E nem vou lembrar o Casagrande, o balbuciador.

Mas juro por Deus, nós merecíamos pelo menos o empate, indo prá um mata-mata final.

Hoje, o tal deus brasileiro se esqueceu de nós, ficou talvez distraído em alguma laje, tomando cerveja, comendo churrasco e olhando umas mulatas.

 

Tudo bem. Perdemos no futebol. Mas vamos ver se ganhamos pelo menos nossa partida contra o STF. Se necessário no cartão vermelho, cometendo falta  e quebrando a perna do Gilmar Mendes.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O homem do controle social

December 7, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square