© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Relatório da agenda globalista

July 14, 2018

Foi lançado no dia 11 o “Relatório Luz 2018”.

Ocorreu em um evento na Universidade de Brasília e teve como objetivo declarado o “monitoramento de implementação dos objetivos de desenvolvimento sustentável no Brasil”.

O tal relatório foi feito por uma coisa chamada “Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para Agenda 2030”, está repleto de expressões vazias e aborda temas centrais do globalismo. Como é comum neste tipo de documento, impera o eufemismo: “saúde sexual”, “desenvolvimento sustentável”, “nutrição responsável”, “empoderamento”, “mudanças climáticas” etc. Mas nós sabemos que os temas são aborto, ideologia de gênero, estatismo, multiculturalismo, ambientalismo radical, controle sobre os alimentos e outras formas de totalitarismo.

A iniciativa foi patrocinada pela Plan International e pela Fundação Friedrich Ebert, think tank do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) e contou com a participação de entidades como Instituto Igarapé, Oxfam Brasil, Abong e INESC (Instituto de Estudos Socioeconomicos), que apoia a sobretaxa dos refrigerantes e em 2017 recebeu US$ 200.000 da Open Society de George Soros.

Preciso dizer mais alguma coisa?

 

O pdf do relatório está abaixo

https://brasilnaagenda2030.files.wordpress.com/2017/07/relatorio-luz-gtsc-brasil-hlpf2017.pdf

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Cracolândia em guerra

January 17, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square