© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

Quem chora pela Abril?

July 20, 2018

Sem despertar muita surpresa, a notícia emergiu nas redes sociais: a poderosa editora das revistas Veja, Exame, Cláudia e etc etc etc está em agonia com um endividamento que chega quase a um bilhão de reais.
Há tristeza, comemorações e indiferença por toda parte.
Minha reação é de tristeza, menos pela debacle da Abril, previsível, esperada, e mais – muito mais – por assistir à implacável substituição da mídia papel por algo que ainda não sabemos o que é e como vai funcionar.

E o pior ainda está por vir: tudo vai piorar muito antes de voltar a melhorar, como diria Alfred, o mordomo do Batman.

PERDAS E PERDAS
As perdas são enormes e a sociedade, ainda encantada pelo fascínio das novas mídias, não consegue percebê-las. A canalha da política, por ignorância ou safadeza, ajuda a confundir tudo referindo-se a todo momento à imprensa como se esta continuasse a existir.

A imprensa não existe mais. A soma da tiragem de toda a mídia impressa – incluindo a ex-poderosa Veja e seus similares, revistas ou jornais – tem menos alcance que um bom site noticioso e um jornal do tipo Folha de São Paulo não consegue derrubar mais nem um vereador de Araçoiaba da Serra.

Depois de destroçar a mídia impressa, a Internet mira seus canhões na TV aberta. Em mais dez anos, se tanto, não restará uma de pé. Num sinal claro do que vem por aí, minha faxineira Dayse, filhos, noras e genros viram os jogos da Copa em celulares e não reclamaram.

A SOCIEDADE MUDOU
A sociedade muda o jeito de se informar e se divertir. E, convenhamos: a internet é muito mais completa na oferta de uma e de outra coisa. E ainda oferece a interatividade como atração extra.
O drama, que nem todos percebem, é que a Internet é fragmentária, ilusionista e preconceituosa. E aqui residem as grandes perdas: promete conectar você ao mundo e põe os algoritmos para restringir conexões; por pura prestidigitação, faz com que você acredite em informações falsas; lhe oferece milhões de seguidores e faz você pensar que tem o poder na mão, e aí você espreme e vê que não sobra ninguém.

O problema é que você não tem mais escolha; ou segue a manada ou fica no desvio à espera que o lobo o apanhe.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Futurologices

November 14, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square