© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

O fim da linha

August 15, 2018

  

Defenestrado, colocado justamente na prisão, visto pela maioria do povo brasileiro como um escroque e um embusteiro, lula da silva ainda assim não desiste de seus planos para arruinar de vez o país que saqueou.
Mesmo depois de infernizar a justiça com todos os recursos possíveis e impossíveis, e com mais cinco ou seis processos a responder pela frente, o condenado insiste na ilusão surrealista de que é inocente.
E quer ser candidato á presidência, custe o que custar.
Ou colocar outro de seus postes sem luz na cadeira.
O poste da vez, agora, se chama Fernando Haddad, o incompetente ex prefeito de São Paulo, cidade que agradece por ver essa figura pelas costas.

 

Hoje, na última hora, foi feito o pedido de sua candidatura junto ao TSE.
Provavelmente não será deferida, mas o sociopata insiste em conturbar o processo eleitoral. E consegue, ajudado pela mídia.
Naturalmente, em países civilizados, tal candidatura não passaria de folclore, de piada, e ficaria por isso mesmo.
Por aqui não.
Juristas, comentaristas políticos e outros bichos se debatem em intermináveis elucubrações à respeito, sem jamais chegar a lugar algum.
Institutos de pesquisa fajutos como nota de trinta aproveitam e adicionam mais confusão ao caos.

 

lula da silva é responsável, evidentemente, pela própria desgraça.
E igualmente pela desgraça e decadência absoluta de seu partido, o PT.
Não fosse a sociopatia galopante que o manteve sempre como figura única, sem opções, nos quadros do partido, talvez a ladeira fosse menos íngreme.
Mas não é, merecidamente.


Basta observar que todos os dirigentes petistas estavam hoje, alegremente, no balcão do TSE levando o pedido de registro.
Não parecem enxergar que apoiam um bandido, eles mesmos bandidos.
E não parecem enxergar que estão dentro de um caminhão fedorento que desce a ladeira cada vez mais rápido sem freio algum.
Que provavelmente vai se esborrachar contra o muro da lei no dia 17 de setembro, prazo fatal e final para a substituição de candidatos.


O outrora poderoso PT hoje conta só com o apoio de dois ou três partidos nanicos, insignificantes.
Haverão, até o dia 17, os esperados malabarismos jurídicos da defesa de lula. Mas serão em vão.

O destino -ou o buraco- para onde se dirige o PT e lula é bem mais do que merecido.


Esse partido já deveria ter sido expelido da vida pública há muito.
Mas o enterro se aproxima.

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Socialismo é estadolatria

January 23, 2020

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square