© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

África do Sul afundada no comunismo e racismo

August 31, 2018

Os cidadãos negros em favor da expropriação das terras dos brancos tem como slogan "Terra ou morte". O conflito atual surge após a era Mandela que deixou como legado partidos comunistas misturados com a supremacia negra.

Embora a ideia seja a de expropriar métodos de produção como fazendas, o problema se espalhou para qualquer propriedade privada, de modo que alguns sul-africanos brancos voltam para casa depois do trabalho e encontram suas casas invadidas

 

O racismo na África do Sul é o "resultado do desprezo do branco em relação ao negro, nas últimas décadas", justifica a imprensa esquerdista que domina o mundo, essa mesma imprensa estendeu a crença que no país africano reina a paz, o amor e a tolerância e que tudo isso é graças ao legado de Nelson Mandela.

 

A verdade é que a África do Sul é um reflexo da carreira terrorista de Mandela. São mais que vinte anos de um governo comunista. Mandela foi treinado para ser terrorista por Muamar Gadafi.

A Líbia foi o patrocinador do terrorismo na África do Sul. 

Os carros bombas aprenderam a fazer na Argélia...

 

O novo "apartheid" foi implantado pelo (CNA) , Congresso Nacional Africano partido de Nelson Mandela. Hoje a África do Sul junto a Venezuela são as capitais mundiais de assassinatos , onde uma mulher é estuprada a cada 30 minutos e onde os brancos não são cidadãos, senão vítimas de genocídio.

 

Os sul-africanos estão à beira de uma guerra racial da qual ninguém fala.

O governo comunista modificou a constituição e isso permite que os cidadãos negros ocupem pela força as fazendas dos brancos, mas eles não se apropriam apenas da terra, também se apropriam das casas e matam, se for necessário.

Nesta parte do mundo e depois de décadas sob o domínio dos pistoleiros do século XXI , as sociedades têm uma percepção distorcida do que é o bem e o mal. A esquerda fez acreditar a nossas sociedades que "Mandela era bom porque era negro, pobre, foi preso, chegou ao poder por meios democráticos e deixou um legado"...

Mandela Infundiu a semente do ódio mais sangrento, embora no final de sua vida ele fosse mais moderado. Suas ideias não eram de integração, igualdade e paz como a esquerda mentiu nesses anos.

 

A maioria da população branca está trancada em suas fazendas esperando o ataque dos negros. Ou sobrevivem nos "townships" (guetos), espalhados pelo país, sem água nem luz. Sul-africanos brancos fogem e se refugiam em uma Europa que está quebrada e islamizada. Com um presidente que até incita ao roubo, expropriações e ódio racial a África do Sul, sendo a mais próspera e ocidental se junta ao atraso de seu continente.

 

Ninguém está indignado, ninguém se levanta contra os abusos a que estão submetidos nossos vizinhos, nossos irmãos, aqui na nossa América, imagine se alguém vai levantar a sua voz em favor dos sul africanos, perdemos a capacidade de nos surpreender. As pessoas pensam que tudo isto está longe das suas próprias vidas, olhe para África do Sul, olhe para Venezuela. Estamos todos no mesmo plano macabro de poder.

A tragédia é o Socialismo, Esquerdismo, Comunismo!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A República dos Criminosos

December 12, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square