© Todos os direitos reservados

Re-União 2017

As Peças do Quebra-Cabeças que você precisa para não ser o Alvo

September 28, 2018

 

Esfaquearam o presidenciável Jair Bolsonaro, num atentado que começou a ser tramado em 1982, mas o verdadeiro alvo a ser combatido era você, era eu, éramos nós, povo brasileiro, cristão, trabalhador, e que como bradou Marilena Chauí, num video visto e revisto aos milhões, odiados pela esquerda.

Vem comigo rever o que acontece no mundo e entender como isso determina nossas vidas. Após este artigo você saberá se informar melhor e, espero, tenha uma nova visão da política atual.

 

Vamos começar entendendo alguns termos!

Esquerda e Direita: comunistas, socialistas, liberais e conservadores.

Na esquerda temos os Comunistas e Socialistas que são os defensores do Marxismo que resume tudo a mera luta de classes.

Os Comunistas (marxistas ortodoxos), que você certamente já ouviu alguém chamando de extrema esquerda, querem implantar o comunismo a qualquer custo, são os amantes da revolução armada, da ditadura do proletariado, do morrer (desde que não sejam eles!) pela causa. Aí estão stalinistas, maoístas, etc. Nos tempos atuais, Kin Jon Un e Nicholas Maduro são bons exemplos.

 

Socialistas, Social Democratas ou Fabianos (marxistas não ortodoxos) defendem as mesmas ideias marxistas e querem também implantar o comunismo, mas não através da força e sim através de modificações culturais e jurídicas (legais). Nesse grupo se encontram os Frankfurtianos, os Gramscistas e todos os que eu pessoalmente chamo de ‘embrulhados para presente’ (veremos mais adiante). Os Fabianos usam um discurso suave e agradável, como a democracia (por exemplo) para destruir a própria democracia, avançando em pautas nada democráticas como desarmamento da população, dentre outras. Mantendo o voto, defendendo o debate, ainda que falacioso e um contraditório absolutamente controlado, a prática Fabiana mantém o capitalismo e é precisamente neste ponto que “encampam” os liberais, que priorizam a economia, mas não dispõe de uma ideologia, ou sequer se preocupam em ter uma pauta que trate de questões morais ou sociais. Nos conflitos internos entres as vertentes socialistas, os Fabianos sempre vencem por adotarem estratégias flexíveis e disporem sempre de mais recursos e tecnologia mais avançada. Nessa aba, também entra o Nacional-Socialismo que você conhece (e bem!) transliterado, o Nazismo (sim, nacional-socialismo é a tradução correta de nazismo).

Importante ressaltar que o Socialismo é um etapa entre capitalismo e comunismo (embora a nova praxe atual não use mais o termo comunismo, somente socialismo, referindo-se ao comunismo linha dura da Venezuela por exemplo, como socialismo ou socialismo marxista).

 

Na Direita deveriam estar os Liberais, defensores do livre mercado, e que defendem a economia como solução de todos os males, mas que acabam absorvidos (melhor palavra seria engolidos) pelos Fabianos, engrossando assim o caldo da esquerda.

Sobram na Direita então os Conservadores, que defendem o ‘tripé sustentáculo’ da civilização Ocidental, formado pela Religião Judaico-Cristã, a Filosofia Grega e o Direito Romano, juntamente com a economia Capitalista.

 

Estratégia das Tesouras

Hegel, no início do século XIX, entendeu e explicou que é necessário ter duas forças disputando o poder e ter o controle sobre ambas, parecendo externamente diferentes, mas como o mesmo objetivo.
A estratégia das tesouras é tão somente a ação de dois partidos, um mais radical que promove as mudanças mais rígidas, mais duras e outro para a pacificação da população, o partido social democrata, que amortece os golpes, anestesia e sobretudo desinforma a população.
É essa vertente comunista embrulhada para presente, que controla a grande mídia, que serve tão somente para dar à população a falsa sensação de ordem, enquanto vão acontecendo mudanças profundas. Mais ainda: alternando o poder entre eles, fazendo crer à população que algo está mudando quando na realidade apenas o projeto único para a implantação do comunismo avança. Um grande exemplo desse “acordo de cavalheiros” se viu nos debates presidenciais entre PTistas e PSDBistas em eleições passadas, onde não houve nenhum debate ideológico, somente se discutiram questões administrativas, que embora não fossem irrelevantes, pouco ou nada influenciavam no andamento do projeto de transformação que estava em curso. ( PT e PSDB nasceram do mesmo grupo de intelectuais comunistas da USP. )
A Estratégia das Tesouras cabe num chavão popular: “morde e assopra”.

 

Globalismo
(ver importante observação no fim deste texto)

Hoje disputando o poder no mundo estão três grupos que você já deve ter ouvido falar:

O Eurasiano (russo-chinês), composto da elite governante, de burocratas, agentes dos serviços de inteligência e oficiais militares, com planos e ações muito específicos para avanços de dominação nacional e regional. Advindo da KGB, este grupo é terrivelmente mais hostil ao mundo ocidental que o próprio comunismo jamais foi.

 

Ocidental(erroneamente chamado de “anglo-americano”) é a elite financeira mundial, meta-capitalistas, banqueiros e financistas internacionais, como Clube Bilderberg, Council of Foreign Relations e Comissão Trilateral, é o mais avançado na execução de planos para a dominação mundial, estando explicitamente contrários e acima de todo e qualquer interesse nacional, inclusive dos países onde se originou e que lhes servem de base.

 

A Fraternidade Mulçumana, calcada na estrutura de poder teocrática, objetiva a implantação de um Califado Universal, que se sobrepõe a conflitos ideológicos e nacionais, dos muitos países mulçumanos que formam a base deste grupo.

Em que pese haver competição entre esses três grupos, já que cada um deles almeja o controle mundial, existem entre eles zonas de fusão e colaboração. Vemos pela primeira vez na história, as modalidades essenciais do poder (político-militar, econômico e religioso) personificados em blocos supranacionais distintos.

 

Comunismo x Capitalismo

Não por acaso todas as vertentes comunistas do mundo, num esforço conjunto, com o intuito de fazer o comunismo mais invisível possível, insistem que o comunismo no mundo acabou, enquanto vão avançando suas macabras agendas, seja no Brasil, seja onde for.
Trotsky já havia entendido que não é possível que o comunismo perdure sem a existência de uma economia de mercado (capitalismo), aliás, um grande exemplo disso no mundo atual é a China.
Comunismo é controle social, político e ideológico. Capitalismo trata da economia. Não são antagônicos.
(Segunda citação*)
Assim, a suprema elite capitalista do Ocidente (Morgans, Rockefellers, Soros, etc), tudo fez para promover o socialismo:
- Socialismo Fabiano na Europa Ocidental
- Socialismo Marxista na URSS, na Europa Oriental e na China
- Nacional-socialismo na Europa Central.


Provas?
O parque industrial de Stalin, a indústria bélica de Hitler, e a transformação da China numa potência econômico-militar foram financiados por este grupo, chamado como vimos há pouco, de Grupo Ocidental (anglo-americanos).
Noutras palavras, os meta-capitalistas se valem do comunismo para obterem ainda mais poder e mais dinheiro. Insisto: comunismo é controle social, político e ideológico, capitalismo trata da economia. Não são antagônicos. Acho que agora está mais claro.

 

Gays, Feministas, Aborto, Religião, Genocídio Cristão e ONU

Muito se engana quem acredita que existe ao menos a mínima preocupação de qualquer movimento de esquerda com o bem estar dos gays e das mulheres ou com questões sociais e quanto ao direito de abortar. Essas pautas servem simplesmente para suscitar massas que lutam por esses “direitos” forçando a elaboração de novas leis. Por um lado, mantém a direita ocupada no combate desses focos, por outro lado quanto mais leis, maior é o estado. E aqueles que acreditam estar “lutando contra o sistema” estão tão somente fazendo o trabalho daqueles que se consideram os donos do mundo.


Quer provas disso?
As mulheres tem hoje mais direitos e menos deveres (sim, privilégios) que os homens; de acordo com as estatísticas ganham mais que os homens, mas o movimento feminista continua e hoje, defendendo pautas bizarras como por exemplo aborto de bebês do sexo masculino. O movimento LGBT também já ultrapassou qualquer motivo que pudesse justificar sua existência. Casamento gay e igualdade em todas as áreas da vida também superaram as expectativas e hoje gozam de privilégios também; então por que insistem que tem o direito de determinar sobre a sexualidade das crianças? Aliás, por que acrescentaram a letra P, (de pedossexual**) ficando LGBTP?


Essas entre muitas outras são pautas propagadas pela Comissão dos Direitos Humanos da ONU, não por acaso, pertencente a ECOSOC, ou Conselho Social e Econômico da ONU.
Curiosamente, essa comissão era presidida até 31 de Agosto por um teocrata, defensor de genocidas, o jordaniano Zeid Raad Al Hussein, agora sucedido por Michelle Bachelet, do Chile, que no fim das contas, não é muito diferente.
Essa comissão fecha os olhos para os mais de vinte milhões de escravos (número estimado) cativos na Arábia Saudita e se cala quanto a perseguição e matança de judeus e cristãos no mundo. Em 2017, segundo o relatório da Open Doors, divulgado pela ONU, 3066 cristãos morreram no mundo pelo simples fato de serem cristãos.
Uma olhada mais cuidadosa, nos documentos da própria ONU, releva algo muito mais assustador: essa organização supra nacional (a ONU é isso!) traz uma lista de 50 países onde “não se recomenda a presença de cristãos dado ao alto risco à sua integridade física, por questões ideológicas ainda não dirimidas” e nesses países totalizaram-se 100 mil perdas em 2017. Traduzindo: 100 mil cristãos foram mortos apenas por serem cristãos, nesses 50 países.


Essa é a mesma ONU que envia comunicados sobre Lula e líderes esquerdistas mundo a fora; esta é a mesma ONU que apoia Amoêdo; esta é a mesma ONU que ajudada pela esquerda mundial persegue igrejas e exige a cobrança de impostos das instituições religiosas. Os motivos da luta pelo enfraquecimento das religiões são basicamente dois:

1- A religiões são detentoras de um poderoso fator cultural que se opõe a todo esse projeto de dominação

2- A religião defende o modelo da família tradicional, o que resguarda o direito de herança e por conseguinte o direito de propriedade. Extinguir a propriedade privada é o sonho dourado da esquerda desde sempre.

 

Diálogo Interamericano, Foro de São Paulo, Pacto de Princeton

 

Diálogo Interamericano

Foi criado nos USA, em 1982 por David Rockefeller (membro do Club Bilderberg) e dentre seus fundadores estava Fernando Henrique Cardoso (hoje consta como “Presidente Emérito”). Os países membros são USA, Canada, Mexico, América do Sul e Caribe.
Atualmente as evidências são mais dificilmente localizadas, cito a revista EIR (Executive Intelligence Review) Volume 24, N. 35 de 29 de Agosto de 1997, que trouxe uma extensa matéria esmiúçando as ligações da política brasileira com os poderosos do mundo financeiro e mostrando que não somente FHC era membro fundador do Diálogo Interamericano, mas Luís Inácio Lula da Silva também e em 1989, Ciro Gomes passou a ser membro dessa organização. (Na internet se encontram fontes igualmente críveis que dão conta de que a entrada de Lula e Ciro no D.I. só teria ocorrido em 1993.) Os principais objetivos do D.I. são
-  Limitação das soberanias nacionais
-  Separatismo étnico
-  Fortalecimento do poder das ONGs
-  Desmilitarização e enfraquecimento das forças armadas
-  Legalização das drogas
- Política de interdependência econômica entre as nações das Américas

 

Foro de Sao Paulo
Concebido em 1989, quando Fidel Castro orientou que se Lula perdesse as eleições ( o que de fato ocorreu, com Collor tornando-se presidente), uma organização supra nacional deveria ser estabelecida para o avanço do socialismo na América Latina. Assim, em 4 de Julho de 1990, no Hotel Danúbio, em São Paulo, 48 partidos e organizações políticas, de 14 países de centro e sul-américa se reuniram com o claro objetivo de fortalecer e propagar o comunismo nas américas.
Não por acaso, ao se estudar individualmente essas organizações e partidos, encontram-se financiamentos de multi milionários capitalistas, como Soros ou Klein, Rockefeller or Morgan, por exemplo.

 

Pacto de Princeton

Em Janeiro de 1993, início da presidência Clinton*, mês em que foi empossado Secretário de Estado dos USA, Warren Minor Christopher, representava o grupo financeiro que controla o poder no mundo ocidental no tratado (pacto) firmado entre Diálogo Interamericano (Partido Democrata Americano) e Foro de São Paulo (partidos de esquerda de centro e sul-américa) para sedimentar a ascensão da esquerda na América Latina após a queda da URSS. Dentre os objetivos do pacto, conhecemos
-Participação dos revolucionários guerrilheiros nas eleições
-Controle populacional promovido por meio de esterilização,   estímulo de uniões homossexuais e legalização do aborto
-Enfraquecimento da Igreja Católica para prevenir reações contrárias aos projetos estabelecidos
-Enfraquecimento das Forças Armadas

 

1993 foi um ano marcado por encontros internacionais que contribuíram para a mudança do cenário político (e humano!) no mundo. Em 05 de Março desse mesmo ano, um outro encontro discreto, que por tempo chamou-se secreto, ocorreu entre Foro de São Paulo e Dialogo Inter Americano, notadamente com FHC e Lula, seu conteúdo nunca foi realmente divulgado, mas não é exagero acreditar que segue as diretrizes do Pacto de Princeton determinava, já que uma semana antes, FHC e Lula se encontraram com Fidel Castro em Cuba com o objetivo de planejar (sim, planejar) as eleições de 1993, 1994 e 1995, em 14 países, para o avanço do projeto de poder da esquerda nas Américas – segundo relata Frei Beto em seu livro ” O Paraíso Perdido – Nos bastidores do Socialismo”.

 

Escolas, A Grande Mídia e o Seu Pensamento

Não por acaso os meios acadêmicos no mundo todo estão tomados por crenças que não ultrapassam o mais simples exame da realidade. Não “deturparam Marx”, e sim, o comunismo foi implantado muitas vezes, tal e qual seu idealizador anteviu, ocorre que Marxismo é o resultado dos delírios de Karl Marx que nem mesmo consigo próprio foi honesto, já que hoje se sabe que ele moldou a realidade, falsificando informações para que suas idéias fizessem sentido – para ele mesmo!
Essa distorção do pensamento é passada as novas gerações, desde a mais tenra idade, impedindo-lhes o desenvolvimento de um senso crítico mais apurado.


Não obstante, artistas vendidos (corrompidos) se valem de sua arte para “dar o recado” para a população, numa escala maior. Alguém, há 15 anos, imaginaria shows musicais com sexo explícito ao vivo (e para menores), ou bailes regados as orgias, ou a TV com explícitos relacionamentos sexuais nada convencionais? Tudo, claro, em nome da diversidade, não é mesmo?

 

E vamos ficando cada vez mais encolhidos e amedrontados.
Não é sua sexualidade que importa, mas sua capacidade de resistir, de dizer “não” e mandar tudo às favas.
Essa engrenagem é na verdade um bem montado aparato de condicionamento do nosso pensamento.
Discorde e você será acusado de discurso de ódio, de nazista, homofóbico, misógino, etc, etc.


Se jornalistas iniciantes não percebem a censura em suas matérias jornalísticas, a temas cruciais que são sumariamente eliminados em reuniões de pautas ou por seus chefes a pretextos de “não terem aceitação pública”, o mesmo não se pode dizer dos nomes estrelados de editores chefes que lideram os grandes veículos da imprensa (em absolutamente todos os países do mundo). Mais claramente: não existe diferença alguma entre William Bonner (Jornal Nacional – Brasil) e Chris Cuomo (CNN – USA), ambos sabem que tem indiretamente o mesmo patrão, o mega investidor George Soros.
(Em tempo: Joao Roberto Marinho, vice presidente das Organizações Globo é conselheiro de um dos muitos empreendimentos de Gorge Soros, a Latin America Drugs and Democracy.)


A Lei Rouanet, usada e abusada ideologicamente, é do conhecimento do grande público, as propagandas de estatais, os perdões a impostos, subsídios e incentivos às emissoras e demais veículos de comunicação também, mas talvez devêssemos nos perguntar por que o Ministério da Justiça, o Itamaraty, ou Ministérios e Secretarias como Saúde e Educação e várias estatais FINANCIAM artistas.
Assim, a conclusão é inevitável: dá para acreditar, para confiar na mídia?

 

Retrospectiva política

Não por acaso, as pautas do Foro de São Paulo foram implementadas no governo FHC.
Comunismo no meio acadêmico, crescimento e fortalecimento do MST, desarmamento, estatuto da criança e do adolescente, planejado crescimento da violência urbana, voto eletrônico, entre tantas outras, prepararam o terreno para que o futuro governo PT radicalizasse a já prevista pauta de implantação do comunismo nas Américas, no Brasil.
O que era, na época do governo tucano, mera teoria da conspiração, hoje em dia é conhecimento de domínio publico, com claras menções, feitas pelo próprio FHC, por Lula, por revelações e cobranças claras feitas por Zé Dirceu e pelas revelações feitas pelos líderes dos grandes cartéis de drogas no planeta. A lei votada e aprovada no Congresso Nacional, que garante às Forças Armadas brasileiras o direito de abater aviões ilegais supeitos do transporte drogas e armas foi conveniente esquecida na gaveta do senhor José Gregório, Ministro da Justiça no governo FHC, garantindo até os dias atuais, a livre entrada de drogas e dos armamentos ilegais no Brasil, mantendo o crime organizado como uma instituição quase tão forte quanto o próprio governo.

 

Não por acaso, governos como o da Polônia, Ucrânia, Áustria, USA na era Trump, e um possível governo Bolsonaro no Brasil, são tão atacados pela grande mídia: a classe artística bem como, a imprensa de um modo geral, é em todos os países socialistas/comunistas, usada para manipular a opinião da população, gozando de todos os privilégios e rios de dinheiro público (Lei Rouanet), trabalhando para a esquerda mundial, já que esta, a esquerda, é uma espécie de sócia do narcotráfico, do mercado negro de armas e até da prostituição (escravidão e pedofilia).

 

Os depoimentos de Fernandinho Beira Mar no Brasil, o ataque do Partido Democrata Americano ao Presidente dos USA quando Trump denunciou uma das piores organizações criminosas do planeta (quiçá a pior!), o MS-13, ou a ilha secreta descoberta pelo Departamento de Polícia de Nova York (NYPD) no fim de 2016 onde figurões da política mundial (incluindo os Clintons) se refestelavam sexualmente com crianças de até 3 anos de idade, são provas irrefutáveis de que não se trata de teoria da conspiração, mas sim uma realidade que não tem mais como ser escondida.

 

A Corrida Presidencial

Dando um salto para o presente, vamos falar da corrida presidencial porque agora você já tem condições de entender o que está em jogo.
Assim como todos os países do mundo, o Brasil tem o seu papel nesse tabuleiro onde nosso país é uma pedra e os jogadores são os dono do poder, os globalistas.

 

Disputando a Presidência temos

- João Amoedo, defensor da Agenda 2030 da ONU e nem poderia ser diferente, já que o banqueiro é um dos financiadores do projeto.

- Guilherme Boulos, Álvaro Dias, Geraldo Alckmin, Cabo Daciolo, Marina Silva e Henrique Meirelles, todos ligados, direta ou indiretamente, ao Diálogo Interamericano ou ao Foro de São Paulo

- Jair Bolsonaro, o único de todos os candidatos que jamais foi envolvido em nenhum escândalo de corrupção e o único que não tem nenhum tipo de vínculo com nenhuma organização internacional.

 

Jair Bolsonaro & Donald Trump

Você já deve ter concluído que tudo o que ouviu de negativo sobre Jair Bolsonaro muito provavelmente é mentira. Donald Trump nos USA é igualmente odiado pela mídia. Será que há algo de comum entre esses dois homens?

Trump já era um bilionário e financiou ele mesmo a sua campanha presidencial, não devendo favores e não “loteando” seu governo. Essa independência gerou números impressionantes em apenas um ano de seu mandato, e assim como a mídia brasileira que não mostra as multidões arrastadas pela presença de Jair Bolsonaro, Donald Trump é amado pelo povo americano (não pela mídia ou pelos esquerdistas que a controlam) e arrasta multidões por onde vai.

Jair Bolsonaro faz a campanha mais barata da história, sem recursos de financiadores, usando a internet e as mídias sociais e tem materiais de campanha, tais como camisetas e adesivos, feitos voluntariamente por seus apoiadores, deixando os sanguessugas do poder em pânico. Sem nada dever, Jair Bolsonaro não terá “dívidas de campanha e nem favores” para pagar.

As propostas de Jair Bolsonaro são muito parecidas às de Donald Trump, privilegiando o país antes e acima de tudo.
Assim como Trump fez nos USA, Bolsonaro planeja

- O maior corte de impostos da história
- Alterar os acordos financeiros que prejudicam o Brasil
- Reformular a Saúde
- Reformular a educação
- Reverter o desarmamento
- Fortalecer as forças armadas e as forças policiais
- Um programa de privatizações sensível
- Desonerar o setor privado
- Extinguir acordos com países que apoiam o terrorismo
- Enrijecer as relações com as ditaduras comunistas como Venezuela e    Cuba
- Expandir as relações com Israel

 

Os USA já desfrutam dos resultados dessa política, com a menor taxa de desemprego desde sempre (4 milhões de empregos foram criados até agora). Em um ano e meio de governo, Trump conseguiu baixar o deficit deixado por Obama, de 1 trilhão e 400 bilhões para inacreditáveis 665 bilhões de dólares, provando que é possível sim! Lembrando que os USA são 50 estados, Nova York e Califórnia e outros 4 ou 5 estados, redutos democratas, não representam a maioria do povo americano. Assim como no Brasil os artistas se posicionam contra Bolsonaro, a classe artística americana, também muitíssimo bem paga, se posiciona desde sempre, em peso, contra Trump.

 

Conclusão

Este artigo não foi escrito para defender Jair Bolsonaro, mas para mostrar como e por que age a esquerda, no Brasil e no mundo. Fui motivada a escrever principalmente pelas notícias de que a Polícia Federal, responsável pela investigação do atentado sofrido pelo presidenciável, teria concluído que o terrorista Adélio agiu sozinho.

A tentativa de assassinar Jair Bolsonaro pode até ter sido voluntária e isolada, mas a proliferação das ideias genocidas que pretendem escravizar o povo Brasileiro, bem como o resto do mundo, decididamente, não são, e o alvo somos nós.

 

A possível, na verdade provável presidência de Jair Bolsonaro representa um monumental freio no projeto de dominação esquerdista que nos assola desde 1985 (sim, desde 1985, já que agora você já deduziu que são muito poucos os políticos realmente de direita no Brasil e que não servem a grupos internacionais). Jair Bolsonaro pode não ser a garantia do melhor governo de todos os tempos, mas é definitivamente a certeza de sermos livres, verdadeiramente livres, pela primeira vez.

O mínimo do bom senso faz com que um eleitor de direita não vote em um candidato de esquerda.

 

 

Recomendo fortemente a leitura da transcrição do depoimento do dr. José Carlos Graça Wagner, o homem que descobriu o Foro de São Paulo e nos elucidou um importante capítulo de nossa história.

https://rubiamackin.wordpress.com/2018/09/26/transcricao-foro-de-sao-paulo-e-dialogo-interamericano-pacto-firmado-em-1993-escrito-por-editoria-msm-24-junho-2005/

 

Observação sobre a seção “Globalismo” e “segunda citação*:
Escolhi para explicar esta complexa e longa questão, fazer um breve resumo do capítulo “Os Donos do Mundo”, páginas 541 a 545, do livro “O Mínimo que você precisa saber para não ser um Idiota” do professor Olavo de Carvalho.

 

*As Relações da família Clinton com os donos do poder mundial (Bilderbergs, Rockefellers, Rothchilds, etc) nunca foram segredo, ao contrário, são constantemente mencionadas com orgulho pela mais famosa família de Arkansas.

 

** Pedossexual = praticante de Pedofilia

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Flagrante atentado à ordem pública

November 19, 2019

1/10
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square